Aposentado fica livre da hemodiálise com transplante de rim no HGF

18 de julho de 2013

Na tarde da última quarta-feira (17), o aposentado Francisco Raimundo Martins, 53 anos, paciente renal crônico, ganhou a oportunidade de ter uma nova vida. Natural do município de Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza,  ele passou por uma cirurgia de transplante de rim no Hospital Geral de Fortaleza. Há quase três anos o aposentado passava pela máquina da hemodiálise três vezes por semana, durante quatro horas por dia. “Eu sofria demais na hemodiálise. Não tinha mais acesso vascular no meu corpo para fazer o tratamento. Eu aguardava ansioso o momento do transplante”, afirmou o aposentado.

 

A angústia de Francisco terminou após o ¨sim¨ dito por uma família que optou por doar os órgãos de um ente querido que faleceu na madrugada de quarta-feira (17) no Instituto Doutor José Frota. “A perda de um ente querido é a prova mais dolorosa que o nosso espírito pode enfrentar, mas ter a força de doar os órgãos é a prova mais generosa do amor pelo próximo”, diz Francisco Raimundo emocionado.

 

Do início do ano até o momento, foram realizados 75 transplantes de rim e outros 7 de rim/pâncreas (simultâneos). O hospital, que faz parte  da Secretaria da Saúde do Estado, é referência em transplantes de órgãos. O HGF é o hospital que mais diversifica quando o assunto é oferecer uma nova oportunidade de vida para pacientes com doenças crônicas. A equipe multidisciplinar realiza transplantes de rim, pâncreas, fígado e córneas. O setor é chefiado por Ronaldo Esmeraldo que enfatiza a necessidade de conscientizar cada vez mais a população sobre a importância da doação de órgãos.

 

18.07.2013

 

Assessoria de Comunicação do HGF
Oona Quirino – 85 3101.7086 | 8726.1212