Dragão do Mar anuncia curadores adjuntos para salas de cinema

14 de agosto de 2013

Prestes a reinaugurar as duas salas de cinema totalmente reformadas, com data marcada para o dia 03 de setembro, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura anuncia o nome dos curadores adjuntos que, junto à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), de Pernambuco, serão responsáveis pela programação do Cinema do Dragão. Em novembro de 2012, o Instituto de Arte e Cultura do Ceará celebrou convênio com a Fundaj, conhecida como instituição referência na administração de cinemas de arte no Brasil. A Fundação ficará responsável por prestar assessorias técnicas e executar o treinamento da equipe operacional das salas. Kleber Mendonça Filho, programador do Cinema da Fundação, foi convidado a ser curador do Cinema do Dragão e integrar a comissão de seleção para escolha da curadoria adjunta.

 

O processo seletivo foi concluído na última semana, quando quatro candidatos foram convidados a participar de entrevista e prova escrita. O resultado final foi anunciado aos eleitos na terça-feira (13). Segundo Mendonça, o critério de escolha dos candidatos foram as suas atuações no meio da cinefilia. Após a análise das duas etapas, a comissão, composta também por Bete Jaguaribe e Paulo Linhares, optou pela seleção de dois curadores: Salomão Santana e Pedro Azevedo. “Chegamos a um consenso que seria interessante somar o entusiasmo pelo espaço e as possibilidades criativas, então escolhemos dois perfis que possibilitarão uma rica interlocução. Mais do que a qualidade técnica, prezamos por pessoas que possuem em comum o amor pelo cinema, um dos elementos que caracterizam todos aqueles que trabalham na Fundação Joaquim Nabuco”, afirma Kleber Mendonça.

 

Para ele, a parceria será fundamental à montagem da programação, que apresenta a proposta de fugir das obviedades do circuito comercial. Segundo ele, além de realizar visitas periódicas ao Cinema, encontros semanais com os curadores adjuntos serão feitos através de teleconferências. “Temos expertise na curadoria do cinema de arte, mas somente a observação permanente da realidade local poderá, a um só tempo, dar ao público cearense o que ele espera e surpreendê-lo, por isso o trabalho de Pedro e Salomão será primordial”, afirma Kleber.

 

Segundo o presidente-diretor do Dragão do Mar, Paulo Linhares, a comissão ficou bastante satisfeita com a escolha dos curadores: “Estamos investindo na formação de dois grandes talentos cearenses. São dois profissionais muito jovens, mas ao mesmo tempo muito experientes, conscientes, talentosos, criativos e possuem perfis complementares”.

 

Salomão Santana diz que o convite é desafiador e que a diversificação dos estilos deve ser o norte para unir qualidade técnica e boa programação e que reflexão e discussão serão pontos-chave da parceria entre os curadores.

 

Pedro Azevedo considera Fortaleza uma cidade ainda órfã de espaços que acolham um tipo de cinema que fuja ao padrão comercial dos multiplexes, apesar da tentativa de alguns cineclubes e cinemas. Por isso, adianta que pretende, junto a Salomão e Kleber, superar o papel de meros programadores: “Pensamos na curadoria para além da fisicalidade da sessão de cinema, que é um ritual quase sagrado. Tentaremos atingir de maneira contundente o espectro do ‘pós-sessão’, com a construção de uma programação concisa que dialogue entre si dentro do panorama e que possa trazer debates interessantes sobre o cinema de maneira geral, sem perder o referencial individual e o potencial discursivo de cada filme”.

 

Pedro Azevedo defende que a cena cearense de cinema tem um grande potencial e que isso também deverá ser incentivado no Cinema do Dragão. A produção local é difusa e diluída na geografia da cidade, mas que existe, e é promissora, como mostra o crescimento do número de jovens realizadores: “Hoje a gente tem desde um Rosemberg Cariry, que já é um nome estabelecido e respeitado na cinematografia brasileira, até a turma da Alumbramento, que realiza um trabalho coletivo jovem intenso de realização de curtas e longas de baixo orçamento (por vezes quase nulo), mas de altíssima qualidade”.

 

Outro talento que estará à frente da gerência do Cinema do Dragão e do Teatro é Flávia Muluc. Flávia é graduada em Turismo, especialista em Educação e Desenvolvimento pela UFPR. Formada em Artes Circenses pela Fundação Cultural de Curitiba e em Cinema Digital pela Cinemateca de Curitiba/MinC. É produtora, intérprete e criadora de importantes eventos ligados às artes cênicas, como o Festival das Artes Cênicas do Ceará – ATO e Banco do Nordeste. É também professora tutora dos cursos de graduação em Hotelaria, Especialização em Turismo e Hospitalidade do IFCE. Realiza a coordenação técnica da Bienal Internacional de Dança do Ceará.

 

Perfil dos curadores

 

Salomão Santana

Nasceu em Juazeiro do Norte, Ceará. Iniciou sua trajetória cinematográfica a partir da realização de vários cursos no próprio Dragão do Mar, por meio do programa Audiovisual Modular (2004), e após outros cursos livres realizou, em 2007, o seu primeiro curta, chamado “A Curva”. Entre 2007 e 2013, realizou 7 curtas-metragens, exibidos em mais de 90 mostras nacionais e internacionais. Em 2008, foi selecionado para o Buenos Aires Talent Campus, programa anual do Festival Internacional de Cinema de Berlim em parceria com o Festival Internacional de Cine Independente de Buenos Aires (BAFICI). “Alguém no futuro”, seu mais recente filme, estreou na Mostra de Cinema de Tiradentes 2013 e será exibido no Kinoforum – Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2013. Vem sendo influenciado pelos trabalhos de Jerzy Skolimowski, Paul Thomas Anderson, Spike Jonze, Noah Baumbach, Cédric Kahn, Maurice Pialat e Miguel Gomes.

 

Pedro Azevedo

 

Estudante de Psicologia na Universidade de Fortaleza, é formado em Cinema e Vídeo pela Casa Amarela Eusélio Oliveira e atua como crítico de cinema. Em 2013, formou-se nos cursos de História do Audiovisual e Cinema Brasileiro pela Unifor. Em termos de repertório fílmico, iniciou sua formação ainda no ensino médio, quando começou a trabalhar numa locadora de vídeo. Em 2011, começou a atuar como crítico e repórter de cinema no Blog de Cinema do Diário do Nordeste, bem como colaborador do Caderno 3 do mesmo jornal e repórter especial em festivais nacionais de cinema. Em maio de 2013, fundou o cineclube (Des)cafeinado, realizado na Livraria Cultura, e em julho foi curador do Festival Brasileiro de Cinema do Vale do Jaguaribe.  É admirador do trabalho de Bergman, Michael Haneke, Paul Thomas Anderson, Andrei Tarkovsky, Truffaut, Godard, Rohmer, Glauber, Rogério Sganzerla e Karim Aïnouz, nomes aos quais faz referência em suas realizações.

 

A obra

 

Segundo o presidente do Dragão do Mar, Paulo Linhares, as salas foram projetadas para atender todos os critérios de excelência na infraestrutura, qualidade dos equipamentos e da programação e, assim, superar as expectativas do público que aguarda com ansiedade o retorno do cinema. Segundo o presidente, a sala maior, que passará de 115 para 183 lugares, disporá de um equipamento incomum nas salas de cinema fortalezenses daqui, o projetor 4K. O sistema de projeção digital oferece uma maior resolução da imagem, além de contar com uma maior potência no sistema de sonorização. A outra sala passará de 81 para 121 lugares e será dotada de projetores para filmes de 35mm e do tipo 2K.

 

Outro diferencial do projeto diz respeito à acessibilidade do local. “Tivemos o cuidado de seguir à risca todas as normas da legislação de acessibilidade para deficientes fisicos”, afirma Linhares. Além do novo estofamento e do aumento gradativo do nível das cadeiras, o que resguarda a visibilidade para quem está nas últimas fileiras, os banheiros também serão totalmente reestruturados. Linhares anuncia ainda que, em breve, serão também construídos um café e uma livraria no local.

 

A reforma do Cinema do Dragão integra o projeto de revitalização integral do Centro Dragão do Mar, orçada em R$ 9.207.741,77 e executada pela construtora Porto Ltda., empresa vencedora da licitação. O obra é uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará,  sob acompanhamento do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) do Governo do Ceará.

 

 
14.08.2013

 
Assessoria de Comunicação e Marketing do IACC
Luciana Vasconcelos
(85) 3488.8625