Quais vacinas tomar em cada fase da vida?

24 de Janeiro de 2014

A organização das ações da vacinação no Brasil assegura a uniformidade do calendário vacinal, a introdução de novas vacinas e adoção de estratégias inovadoras e sustentáveis nas campanhas de vacinação. Nos últimos anos, o Programa Nacional de Imunização (PNI) garantiu a oferta de vacinas eficazes e seguras para diversos grupos populacionais que são focos de ações de imunização, como recém-nascidos, crianças, população indígena, adultos e idosos. O calendário vacinal infantil brasileiro é complexo e dispõe de 12 vacinas, cada uma com duas ou três doses de reforço. Atualmente são disponibilizados 43 produtos no PNI, divididos entre vacinas, soros e imunoglobulinas, e presentes em mais de duas mil salas de vacinação nos 184 municípios cearenses. Na semana passada a Sesa divulgou o calendário com as datas das campanhas de vacinação. Agora está divulgando o calendário de vacinação a partir da idade das pessoas.

 

Deste ano começam em março e terão uma vacina inédita em todo o país no serviço público. Pela primeira vez haverá campanha da vacina HPV no calendário nacional de vacinação. O público-alvo a ser vacinado no ano de introdução da vacina serão  as meninas de 11 a 13 anos de idade. O objetivo é prevenir desde cedo o câncer do colo de útero. O dia ¨D¨ da campanha está definido para 10 de março em todos os Estados brasileiros. A primeira dose será aplicada até 10 de abril nas escolas públicas e privadas. Já a segunda dose da vacina HPV as meninas deverão procurar as Unidades Básicas de Saúde, ainda conhecidas como postos de saúde, no período de 1 a 12 de setembro. A terceira dose estará disponível nos postos 60 meses após a primeira dose.

 

Outra importante campanha está marcada no calendário entre os dias 14 de abril a 2 de maio. É a campanha de vacinação contra influenza (gripe). Nesse mesmo período haverá a intensificação da primeira dose da vacina contra hepatite B. Ambas, com dia “D” agendado para 26 de abril. No dia 7 de junho, será intensificada a vacinação da segunda dose contra hepatite B em todos os municípios cearenses.

 

Confira nos quadros a seguir o calendário básico de vacinação, por faixas etárias, e proteja sua saúde de diferentes doenças.

CALENDÁRIO BÁSICO DE VACINAÇÃO DA CRIANÇA

IDADE VACINA DOSE
Ao nascer BCG-ID Dose única
Hepatite B 1ª dose
2 meses Pentavalente (DTP+Hib+Hep. B) 1ª dose
Vacina Poliomielite Inativada
Pneumocócica 10-valente (conjugada)
Vacina Oral Rotavírus Humano
3 meses Vacina Meningocócica C 1ª dose
4 meses Pentavalente (DTP+Hib+Hep. B) 2ª dose
Vacina Poliomielite Inativada 
Pneumocócica 10-valente (conjugada)
Vacina Oral Rotavírus Humano
5 meses Vacina Meningocócica C 2ª dose
6 meses Pentavalente (DTP+Hib+Hep. B) 3ª dose
Pneumocócica 10-valente (conjugada)
Vacina Oral Poliomielite
9 meses Vacina contra Febre Amarela Dose única
12 meses Tríplice Viral 1ª dose
Vacina Pneumocócica 10 valente Reforço
15 meses Tríplice Bacteriana (DTP) 1º reforço
Vacina Oral Poliomielite Reforço
Vacina Meningocócica C
Tetraviral Dose única
4 anos Tríplice Bacteriana (DTP) 2º reforço
Vacina Oral Poliomielite 2º reforço

Fonte: CGPNI/MS/SESA-CE        
Obs: Atualizado em 08/01/2014

 

CALENDÁRIO BÁSICO DE VACINAÇÃO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE

 

IDADE VACINA DOSE DOENÇAS EVITADAS
11 a 13 anos Vacina Papilomavírus Humano (HPV)* Três doses Câncer do colo do útero
11 a 19 anos Vacina Hepatite B (recombinante) Três doses Hepatite B
Vacina dT Uma dose a cada dez anos Difteria e tétano
Vacina febre amarela (atenuada) Uma dose a cada dez anos Febre amarela
Tríplice Viral Duas doses Sarampo, caxumba e rubéola

 

* O Ministério da Saúde em 2014 adotará o esquema vacinal estendido, composto por três doses (0, 6 e 60 meses)   

 

CALENDÁRIO BÁSICO DE VACINAÇÃO – ADULTO E IDOSO   

 

Idade Vacinas  Dose Doenças Evitadas
20 a 59 anos Vacina Hepatite B (recombinante) Três doses Hepatite B
Vacina dT Uma dose a cada dez anos Difteria e tétano
Vacina febre amarela (atenuada) Uma dose a cada dez anos Febre amarela
Tríplice Viral Dose única Sarampo, caxumba e rubéola
60 anos
e mais
Vacina Hepatite B (recombinante) Três doses Hepatite B
Vacina febre amarela (atenuada) Uma dose a cada dez anos Febre amarela
Vacina influenza (fracionada, inativada) Dose anual Influenza Sazonal ou gripe
Vacina pneumocócica 23-valente (polissacarídica) Dose única Infecções causadas pelo Pneumococo
Vacina dT Uma dose a cada dez anos Difteria e tétano

Fonte: CGPNI/MS/SESA-CE   

 

24.01.2014

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá
selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara