Castelão se torna exemplo para a Copa do Mundo do Qatar 2022

22 de Março de 2014

A experiência de sucesso na modernização da Arena Castelão atravessou o mundo. Uma comitiva de executivos do Qatar conheceu, nesta sexta-feira (21), a estrutura do equipamento e os projetos do Estado do Ceará para receber a Copa do Mundo de 2014.

 

A delegação é composta por integrantes da Qatar Foundation e da Astad Project Management, responsáveis pela construção de parte das arenas para o Mundial de 2022. E o Castelão é visto como o exemplo ideal a ser aplicado no Oriente Médio, em especial porque o estádio cearense é bem parecido com o projeto de uma das arenas previstas para receber as semifinais da competição, por conta da capacidade superior aos 60 mil torcedores.

 

Pela manhã, os estrangeiros foram recebidos pelo secretário Especial da Copa 2014 no Ceará, Ferruccio Feitosa, na sede da Secopa. De tarde foi a vez do secretário apresentar o Castelão aos visitantes, ao lado do secretário-adjunto da Secopa, Osterne Feitosa. A surpresa foi a frase escrita nos dois telões do estádio desejando sucesso na realização do Mundial de 2022.

 

A delegação está no Brasil há mais de uma semana e conheceu estádios como o Maracanã, Arena Corinthians, Mineirão e Independência. Mas foi em Fortaleza que eles encontraram o melhor exemplo para aplicar no Qatar. “Este é o tipo de estádio que buscamos, o tipo de experiência que precisamos. O Castelão alia a modernidade, praticidade e um bom uso prático do dinheiro”, enalteceu Ouassim Alami, arquiteto para grandes projetos da Qatar Foundation, que projeta uma arena de 45 mil lugares para a competição. 

 

Já Ali Al-Khalifa, CEO da Astad Project Management, que projetará duas arenas, ressaltou o comprometimento e profissionalismo na realização da modernização do estádio e garantiu que o Castelão foi o que mais o impressionou na viagem pelo Brasil.

 

O secretário Ferruccio Feitosa aproveitou para apresentar as obras do Centro Olímpico do Nordeste, ao lado do Castelão, e para convidar ao visitantes a um breve retorno, na Copa do Mundo e para as Olimpíadas. “Saber que grupos internacionais de renome se espelham no trabalho desenvolvido no Castelão para aplicar na Copa de 2022 é a certeza de que todo o esforço valeu à pena. Dotamos a arena do que de melhor se pode oferecer no mundo e estamos à disposição para ajudar de todas as formas”, destaca Ferruccio Feitosa.

 

21.03.2014

Coordenadoria de Comunicação da Secretaria Especial da Copa 2014 no Ceará
Ciro Câmara e Ana Martins
imprensa@secopa.ce.gov.br
+55 85 3264-5359