Mais de 22 mil unidades habitacionais serão construídas no Ceará

26 de Março de 2014

A política habitacional é uma das prioridades do Governo do Estado, tanto que nesta quarta-feira (6) o governador Cid Gomes assinou junto a Caixa Econômica Federal o Programa de Financiamento de Contrapartidas do PAC (CPAC), no valor de R$ 120,4 milhões, que vai garantir a construção de 22.721 unidades habitacionais em todo o Ceará. Das unidades que serão subsidiadas com o aporte, 10.474 mil já começam a ser construídas a partir de hoje, já que na ocasião foram assinadas ordens de serviço para construção de mais de seis mil casas e a retomada das obras de outras três mil unidades nos municípios de Fortaleza e Caucaia. A solenidade, realizada no Palácio da Abolição, contou com a presença do Ministro das Cidades, Gilberto Occhi, e do vice-presidente José Henrique.

 

Todas as unidades contarão com o montante de R$ 1,05 bilhão do Governo Federal, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). “Esta ação vai dá um ritmo muito mais célere na partição do Ceará no Programa Minha Casa Minha Vida. Em um primeiro momento desse Programa o Ceará teve uma participação muito pequena, mas agora o Estado avaliou e está dando um aporte de uma forma mais justa, serão mais de R$ 1 bilhão por parte do Governado Federal e R$ 120 milhões por parte do Governo Estadual, isso vai fazer com que o Ceará tenha uma participação mais forte na redução do deficit habitacional”, explicou Cid Gomes.

 

IMG 3186A construção de 6.698 novas unidades habitacionais beneficiarão os municípios de Crateús (795 unidades habitacionais); Maracanaú. (272); Canindé (495), Crato (1.578), Maranguape (294) e Fortaleza (3.264). Além disso foi autorizada a retomada das obras de 3.776 unidades, em Caucaia (2.656 casas) e Fortaleza (1.120), do MCMV I em que o Estado não era autorizado a entrar com aporte financeiro. “O Ceará tem se destacado, dado uma importante demonstração para o Programa Minha Casa Minha Vida. Um ato diz mais do que palavras e nós estamos aqui hoje não estamos falando, estamos fazendo. Está de parabéns o povo cearense que mostrou ser capaz de lutar pelo seu direito de ter uma moradia digna”, destacou o Ministro Gilberto Occhi. Ainda segundo o gestor, o Ceará é referência no Programa e já conta com mais de 100 mil unidades habitacionais contratadas.

 

Segundo informações da Secretaria das Cidades, em um segundo momento será autorizado o início das obras da construção das outras 12.247 unidades. Nessa etapa serão beneficiados os municípios de Acaraú (500 unidades habitacionais), Barbalha (400), Crateús (300), Granja (500), Quixeramobim (600), Russas (420), Limoeiro do Norte (625), Aracati (200), Itapipoca (750) e outras 8.022 unidades em Fortelza. “Com a política habitacional que vem sendo conduzida aqui no Estado, serão mais de 83 mil unidades contratadas só em parceria com o Governo do Estado. Isso significa mais de 350 mil pessoas beneficiadas. Queremos agradecer ao Governo do Estado, em junto com a Caixa, ser mais um parceiro dessa condução que estamos construindo no Ceará”, destacou o vice-presidente José Henrique.

 

Presente na solenidade, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, destacou a parceria com os Governo Federal e Estadual, na redução do deficit habitacional do município. “Há o elemento fundamental nessa Programa que é a decisão da Presidenta Dilma Rousselff, que é a alocação de recursos, o apoio do Ministério das Cidades em dá mais celeridade aos trâmites do Programa, os Bancos que têm sido parceiros, mas não fosse a decisão do Governo do Estado certamente os investimentos não seriam viabilizados”, reforçou.

 

Segundo a Secretaria das Cidades, as famílias beneficiadas com as unidades autorizadas devem ser cadastradas pelos municípios e atender aos critérios estabelecidos pelo Programa Minha Casa Minha Vida.

 

A solenidade contou a presença do vice-governador, Domingos Filho; os secretários estaduais, Danilo Serpa (Gabinete do Governador) e Carlos Ferrentini (Cidades); o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Albuquerque; os deputados Camilo Santana, Paulo Henrique Lustosa, Edson Silva, Padre José Linhares, Osmar Baquit, Lula Morais, Sineval Roque, Sérgio Aguiar e Manuel Duca; o presidente da Câmara dos Vereadores, Walter Cavalcante; o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Ceará, André Montenegro; e demais autoridades.

 

26.03.2014

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)