Estado realiza Dia de Campo da Palma Forrageira no Tabuleiro de Russas

16 de maio de 2014

O Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), realiza neste sábado (16), o Dia de Campo da Palma Forrageira, no perímetro irrigado do Tabuleiro de Russas, no Vale do Jaguaribe. O encontro vai reunir produtores rurais de Palma, técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) e lideranças políticas e sindicais da Região. Técnicos da Coordenadoria de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Codaf) e da Coordenadoria de Apoio às Cadeias Produtivas da Pecuária (Coape) vão apresentar o Programa Estadual de Produção de Forragem, parceria do Estado com a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF).

 

A palma é uma cactácea forrageira altamente adaptada ao semiárido capaz de resistir a estiagem e produzir neste período. Tem ainda alto valor nutritivo. Um hectare de palma alimenta 20 cabeças de bovinos e cerca de 200 cabeças de ovinos e caprinos durante um ano. Para o coordenador de Desenvolvimento da Agricultura Familiar, Itamar Lemos, a SDA está apostando em iniciativas inovadoras para desenvolver a agricultura familiar e garantir a convivência com o semiárido. “É muito bom ver um projeto como essa saindo do papel e ver que os produtores daqui terão oportunidade de emprego e renda”, afirmou.

 

Segundo o coordenador de Desenvolvimento das Cadeias Produtivas da Pecuária da SDA, Márcio Peixoto, a palma forrageira é importante tanto para a alimentação animal como para a alimentação humana. Peixoto destacou ainda que a produção de forragem é a garantia de renda certa para os produtores, principalmente em momentos de estiagem, “isso porque bem alimentado, o gado produzirá um leite de melhor qualidade”.

 

O presidente da Ematerce, José Maria Pimenta também reconheceu a produção de palma forrageira como uma alternativa eficiente para a convivência com o semiárido. “Além da produção de ração animal, a palma forrageira pode ajudar os nossos agricultores familiares a ampliarem os seus negócios com a venda do produto para outras cidades e outros estados”, disse.

 

O secretário Nelson Martins destacou que um dos principais objetivos da implantação da Palma Forrageira nos municípios é, além de oferecer uma alternativa para a alimentação animal, permitir a geração de riqueza, com a comercialização do produto. Em todo o Ceará, o Projeto CHESF prevê o investimento de R$ 900 mil, sendo R$ 500 mil da CHESF e contrapartida do Estado de R$ 400 mil, recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

 

Na ocasião, será apresentado o Projeto Repalma, que prevê a distribuição de rquetes de palma forrageira até 2015 para os agricultores familiares do Ceará. O objetivo é fomentar a produção de palma forrageira resistente à praga da cochonilha do carmin no semiárido cearense, para garantir reserva estratégica de alimento visando assegurar o aumento da produção e da produtividade do rebanho. No Projeto Repalma, o investimento total será de R$ 7,89 milhões, sendo R$ 6,09 do Governo Federal e contrapartida do Estado de R$ 1,8 milhão, também atrvés do Fecop.

 

Serviço
9h – Dia de Campo da Palma Forrageira
Local: Lote C do Perímetro Irrigado do Tabuleiro de Russas – Russas/CE

 

16.05.2014

 

Assessoria de Comunicação da SDA
Lúcio Filho – (85) 3101.8105 | 8897.8510
lucio.filho@sda.ce.gov.br | asscom@sda.ce.gov.br
Amanda Sobreira – (85) 3101.8137
amanda.sobreira@sda.ce.gov.br?Twitter: @ImprensaSDA