Ceará participa da Teia Nacional da Diversidade

19 de maio de 2014

O Ceará participa da Teia Nacional da Diversidade 2014, no período de 19 a 24 de maio, em Natal, como uma das maiores delegações de Pontos de Cultura do Brasil. Os 45 delegados, que representam as oito macrorregiões do Estado e foram escolhidos durante o 3º Fórum Cearense dos Pontos de Cultura, levam para o Rio Grande do Norte oito propostas nacionais aprovadas durante o evento, realizado em março, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura – outras 19 propostas foram deliberadas para aplicação em âmbito estadual. O Ceará tem a quinta maior rede de Pontos no Brasil, sendo 40 por meio de convênios firmados diretamente com o Ministério da Cultura e 200 com a Secult, em 131 dos 184 municípios.

Ponto de encontro para os Pontos de Cultura de todo o Brasil, a Teia Nacional da Diversidade será realizada quatro anos depois da Teia “Tambores digitais”, que reuniu em Fortaleza cerca de cinco mil participantes. Desde a primeira edição, em 2006, quando os Pontos de Cultura atenderam ao convite “Venha se ver e ser visto” e foram a São Paulo, a Teia tem se consolidado como o tema que traz para sua quinta edição: espaço de expressão da diversidade brasileira.

Antes da Teia da Diversidade, a de Belo Horizonte, em 2007, reforçava “Tudo de todos” e, no ano seguinte, lá do Planalto Central do Brasil, a de Brasília, reafirmava que somos “Iguais na diferença”. Sendo o encontro nacional dos Pontos de Cultura, a Teia tem como objetivo reunir representantes e integrantes dos grupos e instituições em uma grande “comunhão”, como aponta o Ministério da Cultura: “Entre as premissas do evento estão a ruptura de hierarquias culturais e a construção de novas legitimidades no processo de transformação de um Brasil a ‘desesconder’ e se revelar”.

Para a Teia convergem o encontro nacional dos Pontos de Cultura e também os encontros regionais das instituições que integram o Programa Cultura Viva. “A Teia é um momento de protagonismo da sociedade civil em diálogo com o poder público”, sintetiza o diretor de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, Pedro Vasconcellos.

A dimensão política do evento é exercida de forma mais efetiva no Fórum Nacional dos Pontos de Cultura, que reúne os representantes dos demais encontros e fóruns realizados em todo o país e as áreas temáticas e redes que compõem o Programa Cultura Viva, articulados principalmente pela Comissão Nacional dos Pontos de Cultura. O Fórum é a instância de apresentação e deliberação de propostas para construção de marcos legais e fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura.

Além do 4º Fórum Nacional dos Pontos de Cultura, a Teia 2104 terá o Fórum da Diversidade, o Fórum de Gestores, a Feira de Economia Solidária e também seminários e oficinas. Ao longo do evento, a diversidade artístico-cultural brasileira estará muito bem representada, por meio de uma ampla programação que inclui exposições e a Mostra Cultura Viva, promovendo o reconhecimento e a valorização do nosso rico potencial criativo.

Fortalecer, aperfeiçoar e ampliar o Programa Cultura Viva

 

A Teia Nacional da Diversidade será realizada em um momento emblemático para o Programa Cultura Viva, que em 2014 completa dez anos. Sob a gestão do Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura, em parceria com governos estaduais e municipais e organizações não governamentais, o Programa Cultura Viva tem os Pontos de Cultura como ação prioritária e referência de uma rede de articulação, recepção e disseminação de iniciativas culturais.

O Programa promove o estímulo a iniciativas culturais já existentes, por meio de convênios celebrados com governos estaduais e municipais e organizações da sociedade, após a realização de chamada pública, para fomento e constituição de redes de Pontos de Cultura. Os Pontos de Cultura são fundamentais nesse sentido, pois agregam agentes culturais que articulam e impulsionam um conjunto de ações nas comunidades onde estão instalados, estimulando a valorização dos saberes e potencialidades locais, promovendo a formação artística e facilitando o acesso ao entretenimento cultural.

Reconhecendo a importância do Programa e a necessidade de fortalecimento, aperfeiçoamento e ampliação das ações, o Ministério da Cultura está também promovendo mudanças, incluindo inovações nas parcerias estabelecidas a partir dessa primeira década de experiência. “Queremos dar maior fluidez ao programa, e sabemos que a questão da prestação de contas é um entrave forte. Por isso, estamos implantando uma nova sistemática, de premiação, que vai dar essa agilidade e não vai mais penalizar estruturas pequenas, que muitas vezes desconhecem trâmites que hoje são exigidos, como licitação”, adiantou o diretor de Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério, Pedro Vasconcellos, ao fazer o lançamento da Teia Nacional da Diversidade 2014, durante o 3º Fórum Cearense dos Pontos de Cultura, em Fortaleza, em março, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Além da simplificação no sistema de prestação de contas, as inovações contemplam destinação de verba específica para ações de circulação e interação entre os Pontos. O Ministério também pretende incluir nas ações do Programa Cultura Viva os cineclubes, Pontos de Memória, Pontos de Leitura, Centros de Artes e Esportes Unificados, Rede Incubadoras Brasil Criativo e os programas Mais Cultura nas Escolas e Mais Cultura nas Universidades. Outra novidade será o lançamento, também ainda este ano, de uma plataforma digital nacional com todos os Pontos de Cultura georreferenciados. “Vamos chegar ao fim de 2014 com cerca de 4.400 Pontos no Brasil”, estima Pedro Vasconcellos.

De 2004 a 2013, o Ministério da Cultura, estados e municípios parceiros destinaram recursos para o fomento de 3.663 Pontos de Cultura, que somam in-estimentos na ordem de meio bilhão de reais. Atualmente, as redes estaduais abrangem 25 unidades da federação e o Distrito Federal. Já as redes muni-cipais estão implementadas ou em estágio de implementação em 56 municípios.

19.05.2014

 

Assessoria de Comunicação da Secult
(85) 8699.6524 – Dalwton Moura
(85) 8878.8805 – Raimundo Madeira
(85) 9608.5822 – Sonara Capaverde
imprensa@secult.ce.gov.br