Brasil de Todas as Telas fortalece produção cultural do País

1 de julho de 2014

foto 2-6

 

 

foto 1-5

 

A presidenta Dilma Rousseff lançou nesta terça-feira (1), no Palácio do Planalto, em Brasília, o Programa Brasil de Todas as Telas. O governador Cid Gomes participou da solenidade e discursou em nome dos governadores presentes e destacou o empenho do Governo Federal em facilitar o acesso à cultura para todos os brasileiros. “Com esse projeto, o Ceará, terá mais 16 salas de cinema, o que vai ampliar consideravelmente o número de salas no Estado. Além disso, o Sistema Nacional de Cultura, que está sendo lançado fortalecerá a cultura no País, porque a política cultural não é feita apenas de intenção. Ações são necessárias e isso está sendo concretizado”, disse o Governador.


O Brasil de Todas as Telas É uma ampla ação governamental com investimentos para transformar o país em um dos cinco maiores centros no mundo para produção e programação de conteúdos audiovisuais. O programa é de responsabilidade da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e do Ministério da Cultura.

O Programa é parte do esforço do governo para fazer justiça a criatividade do país e para transformá-la ainda mais na base de uma pujante indústria cultural nacional, segundo a presidenta Dilma Rousseff. Para ela, o programa lançado fortalece a indústria, oferta recursos e cria condições melhores para a produção audiovisual brasileira.

“Esse fundo, e nós estamos falando aí de R$ 1,2 bilhão, é, sem dúvida, o maior programa de apoio à produção audiovisual já implementado no Brasil. É o maior programa, pelo volume de recursos mas, sobretudo, pelo conjunto de iniciativas envolvidas, que abrange a cadeia, os elos da cadeia produtiva, desde o roteiro, a criação do roteiro, até a ampliação e a modernização do parque exibidor, passando pela produção e difusão, e pelo incentivo à pesquisa. Um Programa com um tamanho compatível com o talento, com a criatividade e de nossos produtores audiovisuais”, analisou.

Com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), o objetivo do Brasil de Todas as Telas é expandir o mercado interno, universalizar acesso da população aos serviços audiovisuais, com investimento na produção, distribuição e programação de conteúdos. Em todos os estados, o programa deve resultar em 300 longa-metragens, mais de 400 obras de TV, 2 mil horas de conteúdo para todas plataformas de exibição, além de 450 projetos para cinema e TV e o estímulo de criação em todas regiões do país.

O Brasil de Todas as Telas ainda oferecerá 5 mil bolsas para formação e capacitação profissional. Também serão oferecidos cursos de nível técnico em parceria com o Ministério da Educação, por meio do Pronatec Audiovisual – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego.



PROJETOS CULTURAIS

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, oficializou nesta terça-feira (1º/7), no Palácio do Planalto, o primeiro repasse de recursos a seis estados (Acre, Bahia, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Sul e Rondônia), por meio do Sistema Nacional de Cultura (SNC). O evento contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff e do governador Cid Gomes. 

Nesta primeira etapa será empenhado o montante de R$ 19,5 milhões a 12 projetos aprovados pelo edital lançado em maio do ano passado. Os projetos estão distribuídos em três grandes temas. São eles: promoção da diversidade cultural; fomento à produção e circulação de bens culturais e implantação, instalação e modernização de espaços e equipamentos culturais.

Os projetos aprovados no Ceará foram os seguintes:

Valor do repasse: R$ 2 milhões
O que é? Modernização e Implementação do Setor Braille em 52 bibliotecas públicas municipais e uma estadual do Ceará. A proposta inclui a compra de equipamentos e mobiliários, da formação de 200 profissionais, da informatização dos acervos e da implementação do setor Braille; melhorar o acondicionamento do acervo das 53 bibliotecas cearenses e capacitar 900 profissionais das bibliotecas.
Previsão de público a ser atendido: 1 mil (diretos) e 500 usuários por mês das 52 bibliotecas municipais do interior do Estado; 10 mil usuários mensais da Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel e 5 mil usuários mensais da Biblioteca Dolor Barreira.


Valor do repasse: R$ 352.150,00
O que é? Projeto Raízes do Siará pretende fomentar, proteger e promover as culturas das comunidades tradicionais do Ceará, em especial as quilombolas, indígenas e ciganas, levando em conta as dimensões da economia criativa, questões ambientais, sociais e políticas do desenvolvimento sustentável. Eles irão promover seminários, oficinas de capacitação e de feiras tradicionais.
Previsão de público a ser atendido: 1 mil (direto) e 5 mil (indireto).rograma Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego.


 

 

01.07.2014

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado com informações da Presidência da República
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
85 3466.4898