Área de fiscalização do Porto do Pecém terá pátio de 15 mil metros

24 de novembro de 2014

A inspeção de cargas acondicionadas em contêineres que transitam pelo Terminal de Múltiplo Uso do Porto do Pecém (TMUT) ganhará mais agilidade e segurança. O Governo do Estado, através da Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra) implantará um pátio de fiscalização para atender ao scanner de inspeção de contêineres que funciona no Porto. O equipamento realiza vistoria interna dessas câmaras com cargas classificadas como de alto risco e que possam passar pelo terminal com destino a outros portos no Exterior. A tecnologia utilizada raios-x, portanto não invasiva.

 

A empresa vencedora da licitação do pátio foi a Concrepoxi Engenharia que deverá deixar a obra pronta num prazo de quatro meses. Os investimentos somarão R$ 1,4 milhão. Esse tipo de inspeção atende às medidas de segurança estabelecidas pelo Container Security Iniciative (CSI), do qual o Porto do Pecém é um dos signatários.

 

Projetada para reforçar o atendimento à crescente movimentação de cargas do Porto, cuja movimentação este ano já atingiu 6,6 milhões de toneladas de mercadorias, a zona a área de fiscalização terá 15.000m² anexa ao scanner. O equipamento faz parte dos preparativos para atender ao crescimento da demanda do porto surgidos com a implantação de empreendimentos como a Siderúrgica (em implantação) e a Refinaria (em planejamento) no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

 

Seguindo as normas estabelecidas pelo CSI, que delimita uma zona de segurança na qual são escaneados os contêineres, a área de fiscalização vai facilitar o tráfego dos caminhões que transportam as câmaras, sem, no entanto, prejudicar o fluxo de veículos que operam dentro do terminal. O scanner permite a realização de 70 a inspeções de 40 pés de capacidade por hora.

 

24.11.2014

Assessoria de Comunicação da Seinfra

Marco da Escóssia (85 8898.4318 – 3216.3764) 

Twitter: @seinfrace 

Facebook: www.facebook.com/SeinfraCE