Força-tarefa faz bloqueio vacinal contra sarampo

5 de dezembro de 2014

Será concluída nesta sexta-feira (05), a quarta semana das ações de bloqueio vacinal para o sarampo em Fortaleza. A força-tarefa envolve técnicos do Ministério da Saúde, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), da Secretaria Municipal de Saúde e as equipes de saúde da família das seis regionais da Capital na varredura casa a casa para a atualização do cartão de vacinação das crianças e imunização da população na faixa etária de 6 meses a 49 anos de idade. Este ano já foram aplicadas 232.397 doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, alvo das campanhas de vacinação contra o sarampo, foram imunizadas em Fortaleza 183.820 crianças. A força-tarefa continuará até que todas as casas e regiões das cidades cobertas pelo Programa Saúde da Família (PSF) sejam visitadas pelas equipes.

 

Desde fevereiro deste ano – inicialmente em 26 municípios e, a partir de junho, em todo o Estado – o Ceará vacinou contra o sarampo 617.369 crianças. O Ceará antecipou a vacinação contra o sarampo por conta dos casos da doença registrados a partir de dezembro de 2013. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na sexta-feira, 28 de novembro, foram confirmados no estado, a partir de 25 de dezembro do ano passado, 573 casos de sarampo e 52 estão em investigação. Os casos confirmados da doença estão distribuídos em 25 municípios, a maioria deles em  Fortaleza, com 227 confirmações. Conforme o boletim epidemiológico, foram confirmados casos da doença no mês de novembro em Fortaleza e Maranguape. Os casos notificados em novembro e que estão em investigação estão distribuídos em oito municípios – Senador Sá, Fortaleza, Granja, Caucaia, Pacajus, Alcântaras, Maracanaú e Sobral.

 

O Ministério da Saúde recomenda uma dose da vacina tríplice viral aos 12 meses de idade e uma dose da vacina tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) aos 15 meses de idade. Dos 10 aos 19 anos, devem ser aplicadas duas doses de vacina com o componente sarampo, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas. Entre os 20 e os 49 anos, a indicação é de uma dose da vacina. O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns incluem febre alta, tosse, manchas vermelhas, coriza e conjuntivite. A transmissão acontece de pessoa para pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, falar ou respirar. A única forma de prevenção da doença é a vacinação. A campanha de seguimento contra o sarampo prossegue até o dia 12 de dezembro para crianças de seis meses a menores de cinco anos.

 

05.12.2014

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 3101.5221)

Twitter: @SaudeCeara

www.facebook.com/SaudeCeara