Jovens em cumprimento de medidas socioeducativas participam do Enem

8 de dezembro de 2014

Novas portas se abrem para jovens internos das unidades de medidas socioeducativas, coordenadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS). A partir desta terça-feira (09), 100 adolescentes dos Centros Educacionais Aldaci Barbosa Mota (CEABM), Cardeal Aloísio Lorscheider (Cecal) e da Unidade de Semiliberdade Mártir Francisca farão provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Os participantes com melhores desempenhos poderão se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para concorrer a uma vaga nas universidades federais, no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) para vaga gratuita no ensino técnico ou, ainda, no Programa Universidade para Todos (Prouni) e concorrer a bolsa de estudos numa instituição de ensino superior.

 

Serão aplicadas, no primeiro dia, provas de ciências humanas e da natureza, com duração de 4 horas e 30 minutos. Já no segundo dia de aplicação do exame, será a vez de matemática; linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), além da redação. Esta segunda etapa tem duração de 5 horas e 30 minutos. Os jovens participaram de aulas específicas baseadas no modelo interdisciplinar da Educação de Jovens e Adultos (EJA), parceria entre STDS e Secretaria da Educação (Seduc).

 

O Enem é uma iniciativa do Ministério da Educação que vem sendo utilizada como forma de seleção unificada nos processos seletivos das universidades públicas federais. Entre os principais objetivos da proposta estão a democratização das oportunidades de acesso às vagas federais de ensino superior, possibilidade de mobilidade acadêmica e reestruturação dos currículos do ensino médio.

 

08.12.2014

Assessoria de Comunicação da STDS

Carlos Eugênio (imprensa@stds.ce.gov.br / 85 3101.2089 / 2099)

Twitter: www.twitter.com/stdsonline