Sarampo e pólio: município que não atingiu meta continua vacinando

12 de dezembro de 2014

O prazo da Campanha Nacional de Vacinação contra Pólio e Sarampo terminou nesta sexta-feira, 12 de dezembro, mas os municípios que não cumpriram a meta de 95% de cobertura vacinal deverão continuar imunizando as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. O Ceará, com população de 573.429 crianças nessa faixa etária, alcançou cobertura de 91,61% para imunização contra pólio, com 134 municípios com meta cumprida, e de 108,65% de cobertura da vacinação contra sarampo e 169 municípios na meta. Deverão continuar vacinando contra a poliomielite 50 municípios e, contra o sarampo, 15. Foram imunizadas no Estado 525.296 crianças contra a paralisia infantil e 623.005 contra o sarampo. O número de crianças imunizadas contra sarampo é superior à população-alvo por conta daquelas que, ao longo do ano, entraram e saíram da faixa etária, já que no Ceará a campanha de vacinação contra a doença foi antecipada e iniciada em fevereiro.

 

Em Fortaleza foi concluída a força-tarefa envolvendo técnicos do Ministério da Saúde, da Secretaria da Saúde do Estado, da Secretaria Municipal de Saúde e as equipes de saúde da família das seis regionais da Capital na varredura casa a casa para a atualização do cartão de vacinação das crianças e imunização da população na faixa etária de 6 meses a 49 anos contra o sarampo. A partir da próxima semana, as equipes iniciam Monitoramento Rápido de Coberturas (MRC) para garantir a homogeneidade da cobertura vacinal em toda a cidade.

 

A Secretaria da Saúde do Estado já orientou os municípios a iniciar, concluir ou refazer imediatamente o MRC, já que cerca de 50% dos 184 municípios cearenses ainda não realizaram o monitoramento ou não fizeram corretamente. O MRC consiste em uma averiguação da situação vacinal das crianças com a verificação o cartão de vacina da criança. Esse trabalho é feito casa a casa, por meio de amostragem. A realização do MRC permite resgatar as crianças não vacinadas, ampliar as coberturas vacinais e melhorar a homogeneidade de coberturas vacinais no município e entre os municípios.

 

O Ceará antecipou a vacinação contra o sarampo por conta dos casos da doença registrados a partir de dezembro de 2013. De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado, divulgado em 28 de novembro, foram confirmados no Ceará, a partir de 25 de dezembro do ano passado, 573 casos de sarampo e 52 estão em investigação. Os casos confirmados da doença estão distribuídos em 25 municípios, a maioria deles em Fortaleza, com 227 confirmações. Conforme o boletim epidemiológico, foram confirmados casos da doença no mês de novembro em Fortaleza e Maranguape. Os casos notificados em novembro e que estão em investigação estão distribuídos em oito municípios – Senador Sá, Fortaleza, Granja, Caucaia, Pacajus, Alcântaras, Maracanaú e Sobral.

 

No caso da poliomielite, o objetivo da campanha é manter elevada cobertura vacinal de forma homogênea em todos os municípios, visando evitar a reintrodução do vírus selvagem da doença no país, garantindo assim a condição de país certificado internacionalmente para a erradicação da paralisia infantil. Em 2013, o Ceará atingiu cobertura de 98,20%, com imunização contra a poliomielite de 583.341 crianças. Nos anos anteriores, a cobertura chegou a 96,70 em 2010, 98,27% em 2011 e 98,63% em 2012.

 

12.12.2014

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara