Geração de empregos no Ceará é o melhor da Região Nordeste

18 de dezembro de 2014

Os números apresentados pelo Caged apontam a geração de 8.032 empregos celetistas no Estado.

 

Em novembro, o Ceará registrou a criação de 8.032 empregos celetistas, equivalentes à elevação de 0,65% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. O saldo de empregos é o melhor da Região Nordeste. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (18), pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O desempenho do Ceará foi proveniente da expansão do emprego nos setores do Comércio (+5.501 postos) e dos Serviços (+1.541 postos).

 

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos primeiros onze meses do corrente ano, houve acréscimo de 50.752 postos (+4,27%). Ainda na série com ajustes, nos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 4,01% no nível de emprego ou +47.845 postos de trabalho.

 

Nordeste

 

De acordo com o gráfico da evolução do emprego por nível geográfico, o Ceará foi o Estado com o melhor desempenho, já que gerou 8.032. Os números conquistados somam quase o dobro do segundo colocado, Alagoas, que gerou 4.277 empregos. Em seguida está o estado da Bahia, com 2.904 postos, Paraíba 2.448, depois Sergipe, com 2.103 empregos, Rio Grande do Norte com 1.124 e o Piauí com o registro de 465. Os estados do Maranhão e Pernambuco registrarm perdas.

 

Assessoria de Comunicação do IDT

Ana Clara Braga (anaclara@idt.org.br / 85 3101.5500)