Obras do Centro de Formação Olímpica devem ser concluídas neste primeiro semestre

21 de janeiro de 2015

Previsto para ser inaugurado totalmente no primeiro semestre de 2015, a obra do maior complexo esportivo do Brasil, o Centro de Formação Olímpica (CFO), segue a todo vapor. O empreendimento esportivo, que tem o objetivo de transformar o Estado em um celeiro de atletas de alto rendimento, é localizada na Avenida Alberto Craveiro, 2900 (em frente à Arena Castelão).

 

A cada dia a estrutura do CFO vem ganhando forma. Com a obra iniciada em 14 de agosto de 2013, hoje cerca de 776 operários trabalham em dois turnos. Atualmente, estão sendo instalados o revestimento da fachada e os assentos do ginásio principal, as quadras de vôlei e tênis, o sistema de ar-condicionado e a conclusão dos bares e camarotes. Ainda no dia 30 de dezembro de 2014, foi entregue a primeira etapa do empreendimento – refeitório, cozinha industrial, alojamentos para 248 atletas, recepção, salas médicas, vestiários, áreas de ginástica olímpica e rítmica, lutas e academia, tênis de mesa, ala das confederações e biblioteca.

 

O CFO, que contempla diversas modalidades olímpicas e não olímpicas, é composto ainda de piscina olímpica e de salto ornamental, campo para atletismo, futebol e rugby, pista de atletismo, pistas de skate e BMX, quadras de vôlei de praia e de tênis, passarela com elevadores interligando o CFO à Arena Castelão, ginásio climatizado para receber eventos de até 21 mil pessoas, com arquibancada retrátil, telão de alta resolução com quatro faces, camarotes, loungs, bares e estúdios de TV. Segundo o arquiteto João Paulo Espínola, responsável pelo projeto do CFO, esse empreendimento vai marcar a história do esporte olímpico nacional, desenvolvendo e capacitando atletas, além de possibilitar uma integração da população com o esporte.

 

CFO2O Centro possui toda a estrutura de suporte necessária para as equipes técnicas e atletas, com instalações para 26 modalidades olímpicas, e outros esportes populares como futsal e karatê, com atividades voltadas para educação, esportes de base e lazer. A pista de skate, que está em pleno funcionamento, foi entregue à população no dia 27 de setembro de 2014. O projeto do CFO contempla uma área de 85.922,12m2, sendo 45.117,87m2 de área construída.

 

O empreendimento esportivo também é um equipamento verde com o compromisso de sustentabilidade. A construção tem um sistema de coletores solares de alta tecnologia para aquecer, com eficiência e economia, toda água utilizada no edifício de treinamento e de alojamento. Ao todo, foram instaladas 50 placas solares com capacidade para produzir 8.425 kWh/mês, equivalente à média de consumo anual de energia elétrica de quase cinco pessoas.

 

A preocupação com o meio ambiente no Centro de Formação Olímpica acontece a partir da escolha dos equipamentos e dispositivos eficientes, que funcionam com baixa potência e garantem uma maior economia de energia, como o desligamento programado dos sistemas de iluminação, ar-condicionado e aquecimento de água. Outras ações verdes também foram implementadas, como o reservatório para captação de água da chuva, a instalação do sistema Dual Flush (economia de água no acionamento de descarga) e o acionamento programado de torneiras.

 

O CFO, realizado pelo Consórcio Complexo Olímpico do Ceará, com as Construtoras Galvão Engenharia SA e Recoma Construções Comércio e Indústria LTDA, segue em fase final de acabamento. A obra é supervisionada pelo Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE), órgão vinculado a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

 

O CFO é uma parceria do Governo do Ceará com o Governo Federal e faz parte do Plano Brasil Medalhas, com financiamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). O complexo vai integrar a Rede Nacional de Treinamento, principal projeto de legado dos Jogos Olímpicos de 2016 para a infraestrutura do esporte brasileiro. Esta foi a primeira obra no estado contratada sob o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) – modalidade de licitação criada para maior eficiência de contratações públicas e aumento de competitividade entre fornecedores.

 

21.01.2015

Assessoria de Comunicação do DAE 

Daniela Negreiros (85 3487.8844)