BNTM: segundo dia tem quase 4 mil reuniões de negócios e expectativa de pacotes conjuntos

29 de Maio de 2015

O segundo dia da 24ª Brazilian National Tourism Mart (BNTM), que está sendo realizada no Centro de Eventos do Ceará, terminou com 3.912 reuniões entre 226 investidores (buyers) e 116 fornecedores (suppliers). O número superou a expectativa da organização do evento, já que 3.662 reuniões estavam pré-agendadas. O resultado mostra a força da feira, que deve gerar negócios na ordem de R$ 200 milhões. O balanço completo será divulgado na próxima segunda-feira (1º).

 

O evento reuniu cerca de 1.110 pessoas do trade. Do total de fornecedores, 35% são do Ceará. Em segundo lugar, aparecem os estados de Pernambuco e Bahia, com 16,3% cada. A programação do evento segue durante o fim de semana, quando serão realizados pós-tours com os investidores estrangeiros pelas praias de Aquiraz, Cumbuco e Canoa Quebrada. “Essa é uma das vantagens de receber o evento. Os convidados podem ver in loco algumas das nossas atrações”, destaca o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho.

 

 MVS5861A BNTM é um evento organizado pela Fundação Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI-NE), com a liderança do Governo do Ceará, que reúne cultura, gastronomia, artesanato, ecologia e as belezas naturais dos nove estados do Nordeste, com foco principal nos negócios em turismo. É realizado anualmente em uma das capitais da região. Em 2016, quem receberá o evento será São Luiz (MA).  

 

 

 Ação de marketing

 

Uma das iniciativas anunciadas durante a BNTM é uma ação de marketing entre as operadoras de turismo para divulgar pacotes e promoções de destinos no Nordeste conjuntamente. O secretário Arialdo Pinho explica que esta é a primeira vez que os estados se reúnem para chamar os operadores de turismo com o objetivo de oferecer o Nordeste como destino em conjunto.

 

bntm3“Os governos garantem um investimento em propaganda e os operadores terão de vender um determinado número de pacotes para os destinos. Se eu participo com uma verba, o retorno será proporcional. Bahia, Pernambuco e Ceará, que são maiores, terão uma quantidade maior – e igual – de passageiros”. A quantidade de passageiros e os investimentos ainda estão sendo definidos, mas, conforme o secretário, a expectativa é que haja um retorno de 60% de incremento na quantidade de turistas dessas operadoras.

 

Arialdo aponta a alta do dólar como trunfo para que essa ação seja bem sucedida. “Queremos aproveitar a crise para vender pacotes baratos para o brasileiro. Nossa ideia é vender o Nordeste como um produto só e poder competir com destinos como Miami, por exemplo. As passagens estão baratas, eles estão baixando o preço, mas o turista precisa gastar com hospedagem, alimentação e deslocamento em dólar”, destaca.  

 

 

Fotos: Marcos Studart e Felipe Abud

 

 

29.05.015

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria do Turismo do Ceará
Yanna Guimarães
yanna.guimaraes@setur.ce.gov.br
(85) 3195.0211 / 8956.0331

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
 (85) 3466.4898