Campanha contra a febre aftosa deve superar meta de 2014

11 de junho de 2015

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), já têm registrado, até o momento, 85,20% do rebanho bovino do Ceará vacinado. O prazo para registro de vacinação termina no próximo dia 15 de junho, segunda-feira. Será cobrado uma multa de R$ 16,00 por animal, para aqueles criadores que não registrarem e confirmarem a vacinação.

 

Para registrar a vacinação é preciso ir até os escritórios da Adagri, Ematerce ou Secretarias de Agricultura dos municípios, levando a nota da compra vacina e a relação dos animais vacinados por faixa e sexo.

 

Para o coordenador estadual da vacinação, Joaquim Sampaio, esse percentual deve ser ainda maior, pois muitas unidades da Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) ainda não fizeram o lançamento dos mapas no sistema. O prazo final para os lançamentos é dia 20 de junho, data prevista para a totalização dos dados da primeira etapa da vacinação. A expectativa é que a imunização ultrapasse 95%.

 

 

Metas

 

Neste ano, a meta das ações de prevenção contra a aftosa é superar a primeira etapa de 2014, onde foram vacinados 93,79% do rebanho bovino e bubalino do Estado. Na segunda parte da vacinação do ano passado, os números foram praticamente os mesmos, com 93,79% do rebanho protegido contra a doença.

 

Ainda segundo o coordenador Joaquim, não haverá prorrogação de prazo. Para evitar transtornos, quem ainda não realizou o registro deve alertar para o fechamento dos postos da Adagri e Ematerce nos finais de semana.

 

Segundo dados da Adagri, o Ceará tem um rebanho bovino de 2.579.000. Apenas 1.500 são bubalinos. O Centro-Sul é tem a maior concentração com 484.384 cabeças, onde 82,23% já confirmaram a vacinação. O Sertão-Central tem 82.66% de confirmação da imunização de um total de 406.602 cabeças. Em terceiro vem o Cariri, com 396.911, e 86.64% de registro. A Zona Norte concentra 324.492 bovinos com 84% de vacinação registrada. Em último está o Sertão de Crateús, com 311.455 e 88,69% de vacinados.

 

 

Zona Livre

 

Em junho do ano passado, membros da Comissão Científica da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), confirmarão recomendação para o reconhecimento internacional do Ceará como Zona Livre de Febre Aftosa.

 

 

Surto da doença

 

Segundo a Adagri, o último surto dessa doença no Ceará ocorreu em 1997, no município de Porteiras, na região do Cariri.

 

 

 

11.06.2015

 

Aécio Santiago
Assessor da Secretaria de Desenvolvimento Agrário
85 3101.8105 | 8723.1539
aecio.santiago@sda.ce.gov.br | asscom@sda.ce.gov.br

 

Marina Filgueiras
Estagiária de Jornalismo
85 8730.6462

 

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br  / 85 3466.4898