Diálogos Culturais: programas da Secult integram políticas para afirmação LGBT

29 de junho de 2015


Uma discussão ampla sobre a política cultural do Estado e a contribuição da cultura para políticas de afirmação LGBT. Assim foi a nova edição do programa “Diálogos Culturais”, promovida pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) na noite desta segunda-feira, 29 de junho, no auditório da Secretaria, no edifício do Cineteatro São LuizO debate, que contou com transmissão online através do site e do Facebook da Secretaria, se somou a uma série de reuniões temáticas e por regiões do Estado que a Secult vem promovendo desde o início da nova gestão, para debater com a sociedade demandas, prioridades, conceitos, diretrizes e ações da política cultural do Estado. 

Desta vez, o “Diálogos” foi voltado mais especificamente para produtores, gestores, pesquisadores, diretores de eventos e todos os interessados nas políticas de afirmação, cidadania e diversidade cultural LGBT no Ceará. O debate contou com o secretário da Cultura do Estado do Ceará,LGBT Diálogos2 Guilherme Sampaio, recebendo os participantes, expondo um painel das ações, diretrizes e perspectivas da Secult para a atual gestão, respondendo perguntas e recebendo sugestões e demandas.

Entre os participantes, os coordenadores municipal, Jorge Pinheiro, e estadual, Narciso Jr., de políticas para a diversidade, além do vereador Paulo Diógenes, que tem entre suas pautas de atuação na Câmara Municipal as políticas LGBT em geral. A produtora cultural Verônica Guedes, do festival For Rainbow, e representantes da OAB-CE também se somaram à discussão.

O secretário Guilherme Sampaio agradeceu aos militantes, que propuseram à Secult a realização do encontro e atenderam ao convite da Secretaria para o debate desta noite. Destacou a emoção em realizar a discussão: “Nossa geração tem uma responsabilidade histórica em dar continuidade ao processo de democratização do país. Essa discussão que nós fazemos hoje tem como principal objetivo evocar a responsabilidade do Estado, reconhecendo a violência historicamente praticada contra segmentos como o público LGBT e sendo proativo no sentido de compensar prejuízos históricos, através de políticas afirmativas”.

Presença transversal na Secretaria
A reunião, que teve entre seus objetivos a construção de um espaço de diálogo contínuo entre o Poder Público e a sociedade civil em torno da temática, contou também com a participação de diversos coordenadores da Secult e gestores de equipamentos culturais da Secretaria, como a historiadora Carla Vieira, do Museu do Ceará, a livreira Mileide Flores, coordenadora de políticas do Livro, Leitura e LGBT DiálogosLiteratura, e o também historiador Márcio Porto, diretor do Arquivo Público do Estado. Além da secretária executiva, Ana Maria Fontenele, e do secretário adjunto da pasta, Fabiano dos Santos. O secretário Guilherme Sampaio destacou a presença desses gestores como exemplo do compromisso da Secult em fazer com que políticas de democratização, acessibilidade e afirmação de segmentos historicamente prejudicados perpasse todas as ações e todos os equipamentos da Secretaria.

Entre outros nomes do cenário artístico e cultural, participaram do debate o ator Ari Areia, a diretora e coreógrafa da Cia. Vatá Valéria Pinheiro, e Marcos Rocha, da Fábrica de Imagens. O músico Rafael Vieira, o RV, e o ator Denis Lacerda também fizeram sugestões e apresentaram demandas.

Entre os temas debatidos, os compromissos do plano de governo, de implementar uma política para a diversidade e de criar editais específicos para projetos culturais relacionados ao público LGBT foram destacados por Guilherme Sampaio como obrigações. “Claro que nossa tarefa é muito mais ampla e complexa, por isso este debate aqui esta noite”, ampliou, citando que ações da Secretaria, como o Mapeamento Cultural, o programa Circula Ceará e o Criativa Birô também contribuirão com o desenvolvimento de políticas LGBT, e a disposição em implementar um calendário fixo de lançamento e de pagamento de editais, além de regularizar o fluxo de recursos para o calendário de principais festivais e outros eventos apoiados pela Secult.

Mais sobre os “Diálogos Culturais”
Os “Diálogos Culturais” já foram realizados presencialmente nos municípios do Crato, Quixadá e Fortaleza, além de abrangerem a transmissão online de várias reuniões promovidas com artistas, produtores, proponentes de projetos culturais, comunidade em geral, na sede da Secult. Trata-se de um programa permanente, de promoção de diálogo direto entre a Secretaria e os cidadãos, tanto de forma presencial quanto através da Internet, cumprindo as diretrizes de democratização e participação, definidas na política cultural do Estado.

29.06.2015

Assessoria de Comunicação da Secult
Dalwton Moura / Clovis Holanda (secultmkt@gmail.com )
85 3101.6761 / 8699.6524 / 8829.8222

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898