Gestores e autoridades destacam as principais ações do “Pacto Por Um Ceará Pacífico”

7 de agosto de 2015

Na manhã desta sexta-feira (7), o Palácio da Abolição sediou o lançamento do Pacto por um Ceará Pacífico, ação intersetorial na área de segurança pública inserida no âmbito do Plano de Governo “Sete Cearás”. O programa faz parte da elaboração do Plano de Governo pautado pelo diálogo com diversos segmentos da sociedade antes mesmo da posse de Camilo Santana.

O projeto tem o papel fundamental na “internalização” do planejamento participativo e no fortalecimento da cultura de integração das áreas de governo. É uma estratégia concreta para melhorar os processos de tomadas de decisão, manter o foco na agenda construída publicamente e atingir os resultados programados sem desperdício de recursos.

Veja o depoimento de alguns dos principais integrantes desta ação:

Esse é o movimento que une todos cearenses, envolvendo diversas instituições públicas, privadas e da sociedade civil organizada. Queremos fazer um Estado pacífico, não só pelos números da segurança pública, mas com ações de desenvolvimento social nas mais diferentes áreas do Estado. São ações na saúde, emprego e renda, cultura, educação, políticas sobre drogas, assistência social, entre outros. Trata-se de um grande projeto para que possa fazer do Ceará um território de paz”, Camilo Santana, governador do Estado do Ceará.

QN6132O Estado do Ceará tem sido um grande parceiro do Governo Federal e agora essa parceria se renova com convênio que fizemos hoje. É fundamental que juntos, governos federal e estadual, combatam a violência e enfrentem esta realidade que é o que toda a população brasileira deseja. Ver que esta política pública de intersetorialidade sendo aplicada no Estado – não só para reduzir os índices, mas para garantir as ações de Estado – fortalece de diversas formas o desenvolvimento da sociedade cearense. Eu tenho certeza que a segurança pública do Ceará vai enfrentar o crime organizado e à violência com mais eficiência, melhores métodos e bons resultados“, Eduardo Cardozo, Ministro da Justiça.

QN5840Sinto-me muito feliz vendo a presença de todas as autoridades, representantes das universidades, movimentos sociais, além de servidores das esferas do governo. A felicidade se dá por perceber o apoio, de forma mais imediata, de todos pelo pacto por um Ceará mais pacífico. Os resultados positivos dos índices de crimes violentos letais é, por hora, um mérito das forças de segurança, porém precisamos ver além. Assim, precisamos realizar não só ações específicas de segurança pública, mas ações sustentáveis e intersetoriais para avançarmos ainda mais. Para mim, a questão da diminuição da desigualdade fala com a alma, pois nós que conhecemos um pouco das narrativas do Ceará profundo, sabemos a diferença que se dá na vida das pessoas. Vamos trabalhar numa via de mão dupla, com a participação direta das entidades públicas, privadas e sociedade”, Izolda Cela, vice-governadora do Ceará, mentora do “Pacto Por Um Ceará Pacífico”.

QN6047A Assembleia Legislativa tem fundamental participação nas grande ações deste Pacto. Seja nas promoções dos servidores das forças de segurança do Estado ou seja em uma política específica de atenção ao cidadão. Para que esse projeto tenha sucesso, o Governo do Estado está fazendo uma grande ação, pois faz uma junção entre o Ministério Público, Tribunal de Justiça, Poder Legislativo, Poder Executivo e sociedade civil se unam por um Ceará mais pacífico e seguro”, Zezinho Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa do Ceará.

R MVS4708Muitas vezes, a segurança pública é vista por um prisma de polícia. Claro que as polícias têm o seu papel extraordinário, mas não podem delegar a elas todas as responsabilidades pela manutenção da paz. É muito importante que haja o engajamento das instituições e as prefeituras têm o papel fundamental de promover a educação em tempo integral, recuperar os espaços públicos, garantir mais iluminação e mais oportunidade de cultura, esporte e lazer em todos os bairros das cidades. Através desses caminhos, casados com estratégias e políticas de segurança, daremos resultados sólidos a curto e médio prazo”, Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza.

QN6087O mais importante de toda esta ação é o aporte e a formação de parceiros qualificados das demais secretarias do Governo do Estado, as prefeituras municipais, através de seus guardas municipais, além dos órgãos federais, Legislativo, Judiciário e Ministério Público. Ver todos juntos e perceber que todos somos responsáveis por trazer a paz em nosso Estado, dá-me a certeza que suas contribuições, sugestões e críticas serão ouvidas e executadas. Para as ações de segurança pública, ficou patente que não se faz segurança pública exclusivamente com polícia. Então, precisamos traçar diversas outras ações, sejam elas na recuperação de praças, iluminação pública, escolas funcionando em tempo integral, área de lazer para jovens. Tudo isso vem integrar uma segurança do Estado do Ceará“, Delci Texeira, secretário da Segurança Pública e Defesa Social.

 MVS4355O Pacto Por Um Ceará Pacífico é um programa do Governo do Estado onde garante a intersetorialidade de todas as secretarias. Sendo umas das várias acionadas, a Secretaria de Políticas Sobre Drogas está diretamente relacionada com toda ação, pois de todas as cenas de violência que vemos, muitas delas temos no final uso das drogas. Buscando uma das meta do Governo do Estado, que é de diminuir os índices de violência, temos a responsabilidade de trabalhar diuturnamente para que consigamos oferecer uma melhor segurança para o povo do Ceará“, Miriam Sobreira, secretária de Políticas Sobre Drogas do Ceará.

R TS9243Dentro do programa, estamos atuando com uma atenção especial da nossa juventude e articulando com os secretários da Prefeitura de Fortaleza e outras prefeituras em uma grande ação para os jovens. Principalmente, com aqueles egressos do sistema socioeducativo para que eles não incidam e não precisem voltar ao sistema. Outras secretarias, como as de Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia, também ofertarão uma série de projetos de ocupação e oportunidades para os jovens possam e reconstruir suas vidas. Desta forma, os jovens não precisam voltar para esta rede do crime organizado. Uma dessas ações já serão iniciados no Vincente Pinzón, dando ínício a demonstração de resgate da nossa juventude e colocando todos no processo de desenvolvimento do Estado do Ceará“, Josbertini Clementino, secretário do Trabalho de Desenvolvimento Social.

 

Fotos: Queiroz Netto e Marcos Studart / Governo do Ceará

07.08.2015

Wilame Januário
Repórter/Célula de Reportagem

Ciro Câmara
Gestor de Cálula / Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898