Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura inicia festival de jazz nesta sexta-feira (14)

13 de agosto de 2015

Um novo projeto musical, reunindo virtuosos instrumentistas cearenses recriando no palco obras-primas da história do jazz. É o “Ceará Jazz Series”, festival que leva ao Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura shows com a íntegra do repertório de álbuns clássicos do jazz, reinterpretados por alguns dos mais consagrados e aplaudidos nomes da cena musical cearense. Com apoio da produtora Quitanda das Artes, do Centro Dragão do Mar e da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), o Ceará Jazz Series estreia com dois shows neste mês de agosto, em duas sextas-feiras, sempre às 20h: dia 14 o público vai conferir a recriação do disco “Kind of Blue”, de Miles Davis, trompetista responsável por várias revoluções na história do jazz; dia 21 será a vez de apreciar a íntegra do repertório de “Time Out”, de Dave Brubeck, álbum referencial pelas experimentações rítmicas em compassos compostos.

 

Em cada show será apresentado o repertório completo de cada disco, recriando os álbuns originalmente lançados em 1959. As apresentações contam com uma escalação de craques do primeiríssimo time da cena instrumental cearense, referência nacional pela excelência em vários naipes, das cordas aos metais, do piano à bateria, dos compositores aos arranjadores. Os shows, que acontecem nos dias 14 e 21, no Teatro do Centro Dragão do Mar, serão precedidos de um bate-papo, às 18h, no próprio teatro, com entrada franca, em que os músicos falarão sobre como foi o trabalho de preparação da apresentação, sobre as características do disco homenageado, o desenvolvimento dos arranjos para o show, além de responder a perguntas do público. Uma atividade que reforça a característica de formação, mais um diferencial do projeto “Ceará Jazz Series”, e reforça o convite para o espetáculo que começa às 20h.

 

O projeto cumpre, assim, múltiplos objetivos: contribuir para a formação do público (revivendo grandes álbuns da história do jazz, de forma contextualizada), apresentar a novos ouvintes essas obras-primas da história da música, oferecer uma experiência intensa e aprofundada àqueles que já conhecem esses grandes discos, ressaltar o talento e a expertise dos instrumentistas cearenses, de grande produção autoral, mas também capazes de se lançar o desafio de recriar, a seu próprio modo, trabalhos de tamanha beleza e complexidade. Além de dar ao público oportunidade de rever esses espetáculos, aplaudidos entre os melhores shows do Festival Jazz & Blues em Guaramiranga, respectivamente, em 2015 e 2013.

 

Na sexta-feira, 14/8, o show “Kind of Blue” contará com o trompetista Hugo D´Leon, os saxofonistas Márcio Resende e Thiago Rocha, o pianista Thiago Almeida, o contrabaixista Luciano Franco e o baterista Denilson Lopes, reproduzindo a mesma formação de sexteto presente no disco, que ficou marcado pelos temas modais e que destacou “So what” e “Blue in green” como algumas das composições mais revisitadas no repertório jazzístico em todos os tempos.

 

Arregimentados especialmente para o show, Hugo D´Leon, Márcio Resende, Thiago Rocha, Thiago Almeida, Luciano Franco e Denilson Lopes, sempre entre os nomes mais requisitados para estúdios e palcos de Fortaleza e todos autores de trabalhos próprios de composição, arranjo e performance, aceitaram o desafio de revisitar a sonoridade de “Kind of Blue”, reinterpretando-a e transpondo-a para o show. Conforme define o contrabaixista Luciano Franco, trata-se de uma releitura, partindo do repertório, dos conceitos, timbres e sutilezas presentes no disco original para propor uma nova interpretação.

 

“Vamos revisitar o repertório do disco agregando também um outro olhar, acrescentando outras influências e possibilidades”, ressalta. “O disco é um dos mais marcantes da história do jazz, e é um prazer poder mostrar esse show ao público de Fortaleza, depois de muitos pedidos que recebemos, de pessoas que queriam assistir a esse espetáculo na capital”, reforça, por sua vez, o trompetista Hugo D´Leon.

 

Na sexta-feira, seguinte, 21/8, também às 20h, será apresentado o show “Time Out – Tributo a Dave Brubeck”, com a íntegra do repertório do clássico disco em que o quarteto liderado pelo legendário pianista norte-americano fez história ao explorar de modo ousado e inovador ritmos diferenciados e compassos “quebrados”, naquele que viria a ser um dos trabalhos referenciais para toda a trajetória do jazz. Também haverá o bate-papo às 18h, com entrada franca.

 

No show, o pianista será homenageado pelos experientes e virtuosos Márcio Resende (saxofone), Tito Freitas (piano) e David Krebs (bateria), além dos jovens – e extremamente talentosos – Hermano Faltz (guitarra) e Iury Batista (contrabaixo). O show percorrerá temas do clássico disco lançado pelo quarteto de Dave Brubeck em 1959, que se tornou um álbum referencial para a história do jazz, tanto por seu caráter progressivo e de vanguarda – explorando tempos quebrados, compassos compostos, uma variedade de ritmos desafiadores, levando ao extremo a habilidade dos músicos – quanto pela sua ampla aceitação pela crítica e pelo público, que consagrou a faixa “Take five”, do saxofonista Paul Desmond, como um enorme êxito comercial. Um “hit” radiofônico nascido do jazz.

 

Aclamado saxofonista e flautista, Márcio Resende, de formação jazzística no New England Conservatory e no Berklee College of Music, nos EUA, convida o público para vivenciar a energia, a inteligência e a sensibilidade da música de Brubeck. “O show é uma homenagem à musicalidade do quarteto do Dave Brubeck nesse disco. É um grande desafio reproduzir no palco a música do ‘Time Out’. Será um show muito especial para nós e também para o público”, afirma o saxofonista, celebrando a oportunidade de reapresentar o show, desta vez para o público de Fortaleza.

 

O público poderá conferir toda a beleza e a emblemática combinação de melodia e ritmo, simplicidade e complexidade de temas como “Blue rondo a la turk”, “Kathy´s waltz” e “Strange meadow lark”, além do clássico “Take five”. Uma oportunidade ímpar de apreciar ao vivo a genialidade que Brubeck e quarteto concretizaram no álbum “Time Out”, através de alguns dos melhores instrumentistas atuantes no Ceará.

 

 

O projeto “Ceará Jazz Series”

 

O projeto “Ceará Jazz Series”, apoiado pela produtora Quitanda das Artes (celebrando o aniversário da empresa responsável por diversos eventos culturais no Ceará e em todo o Brasil) e pelo Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, surge para oferecer ao público novas oportunidades de contato com grandes obras da história do jazz e, ao mesmo tempo, com a excelência da cena instrumental cearense, ressaltando o talento, o virtuosismo e a criatividade dos músicos de nosso Estado.

 

Essa primeira etapa do projeto, com os dois shows iniciais no Teatro do Dragão, nos dias 14 e 21 de agosto, é uma forma de contemplar tanto os fãs de Miles Davis e Dave Brubeck, aqueles que sempre tiveram o ‘Kind of Blue’ e o ‘Time Out” entre os seus seus discos favoritos, quanto de apresentar ao público de Fortaleza a musicalidade desses dois álbuns lançados originalmente em 1959 e que permaneceram como marcos, pela qualidade dos temas, das interpretações, pelos músicos reunidos e pela sua importância naquele momento de mudanças no jazz.

 

Ao mesmo tempo, os shows valorizam os músicos cearenses, fazendo uma ponte entre a história do jazz e a música contemporânea da efervescente cena de Fortaleza. A apresentação também reforça a importância do formato álbum e o desafio especial da transposição do disco para o palco. Todos convidados, então, para um mergulho na história do jazz e na atualidade da música do Ceará.

 

 

Mais sobre o disco “Kind of Blue”

 

“Kind of Blue”, um dos mais emblemáticos trabalhos de Miles Davis e de toda a história do jazz, foi lançado originalmente em 17 de agosto de 1959, pela Columbia Records, dando continuidade às experimentações modais que o trompetista vinha realizando em seus discos anteriores. O contraste entre a ambiência sonora modal e os álbuns que o precederam, notadamente os de hard-bop, é uma das principais características de “Kind of Blue”, também incluído entre os principais discos de todos os tempos, em todos os gêneros musicais, tanto por recorde de vendas quanto por sua influência sobre músicos de diferentes gerações.

 

Além de Miles, o disco traz Julian “Cannonball” Adderley (sax alto), John Coltrane (sax tenor), Bill Evans (piano), Wynton Kelly (piano), Paul Chambers (contrabaixo) e Jimmy Cobb (bateria), todos eles lendas do jazz, com brilho e legado próprios. O repertório do disco, que será integralmente executado no palco do Teatro do Centro Dragão do Mar na sexta-feira, 14/8, às 20h, inclui “So what”, “Freddie Freeloader”, “Blue in green”, “All blues” e “Flamenco sketches”.

 

 

SERVIÇO:

 

Projeto “Ceará Jazz Series”. Apoio: Quitanda das Artes, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.

 

– Show “Kind of Blue – Tributo a Miles Davis”. Sexta-feira, 14/8. Bate-papo às 18h. Show às 20h, no Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Com Hugo D´Leon (trompete), Márcio Resende (saxofone tenor), Thiago Rocha (saxofone alto), Thiago Almeida (teclado), Luciano Franco (contrabaixo) e Denilson Lopes (bateria). Ingressos: R$ 15,00 (meia R$ 7,50).

 

– Show “Time Out – Tributo a Dave Brubeck”.  Sexta-feira, 21/8. Bate-papo às 18h. Show às 20h, no Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Com Márcio Resende (saxofone), Tito Freitas (teclado), Iury Batista (baixo), Hermano Faltz (guitarra) e David Krebs (bateria). Ingressos: R$ 15,00 (meia R$ 7,50).

 

Informações: 3488-8600 / www.dragaodomar.org.br

 

 

13.08.2015

 

Entrevistas/mais informações:
(85) 8699-6524 – Dalwton Moura
(85) 8829-8222 – Clovis Holanda
(85) 8848.4987 – Paula Candice
(85) 3101-6761 / secultmkt@gmail.com

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
 (85) 3466.4898