Mostra Plinio Marcos: 80 Anos do Bendito Maldito apresenta o espetáculo ‘O Abajur Lilás’, no Theatro José de Alencar

4 de setembro de 2015

Desde de 2002 pesquisando o universo dos grandes centros a partir do estudo dos autores malditos como Qorpo-Santo, Nelson Rodrigues, Jean Genet, Benê Rodriguês e Plínio Marcos, o Grupo Imagens de Teatro comemora seus 15 anos de atuação trazendo ao Theatro José de Alencar, no mês de setembro, a Mostra 80 anos do Bendito Maldito, composta por dois espetáculos teatrais o “Abajur Lilás” e “Navalha na Carne”; uma Exposição que retrata o mergulho biográfico nos 80 anos de nascimento de Plínio Marcos, levando em conta sua produção teatral, seus pensamentos muitas vezes marginalizados etc, que ficará aberta à visitação durante todo o mês, na Galeria Ramos Cotoco; e a Exibição dos Filmes “Rainha Diaba”, de 1974, dirigido por Antônio Carlos Fontoura, o “Barrela – Escola de Crime”, de 1990, de Antônio Cury, e ainda o “Querô”, baseado na obra “Uma reportagem Maldita”, de Carlos Cortez, publicada em 1976, bem como o mais conhecido “Navalha na Carne”, de 1997, dirigido por Neville D’Almeida, com exibições no Teatro Morro do Ouro.

 

 

 

 
A primeira semana da Mostra reserva ao público a abertura do Projeto e da Exposição, com o “Lava Pés” na calçada do Theatro José de Alencar; a exibição do filme Rainha Diaba -1974, no Cinema Maldito, atividades acompanhada de um diálogo sobre o “Acesso às Drogas Ilícitas”; uma Roda de Conversa – Ocupação dos Equipamentos Culturais do Centro de Fortaleza. E, ainda, no campo das artes cênicas, chegam aos palcos do TJA com o espetáculo “O Abajur Lilás”, dias 4 e 5, sexta e sábado, às 19h, e no Domingo, dia 6, às 17h. Ingressos à venda na bilheteria física do Theatro José de Alencar, a R$ 20 (inteira) 0e 10 (meia)

 

“O Abajur Lilás”

 

Uma metáfora à ditadura, que coloca o público diante  do drama de três mulheres acorrentadas e amordaçadas pelo tirano Giro. Toda a trama é ambientada no cabaré “O Leite da Mulher Amada”. Para “O Abajur Lilás”, o Grupo mergulhou em mais uma pesquisa profunda, tanto da obra como do universo que o autor Plínio Marcos traz para o seu texto, através de análises sobre a vida e obra do autor e contextualização histórica, prosseguindo com pesquisa de campo, palestras, seminários, oficinas, filmes e vivência em entidades, enriquecido por laboratórios onde os atores visitaram cinemas pornôs, casas de prostituição, saunas, bares e praças, locais onde os personagens retratados na peça viveriam.

 

Os personagens são portanto, pessoas comuns, que podem ser encontradas em cada esquina dos grandes centros. É uma verdadeira exposição da alma humana. Vale à pena conferir.

 

Autor: Plínio Marcos. Direção: Edson Cândido.

 

Elenco: Lana Gurgel, Mara Cibeli, Kátia Camila, Fábio Frota, Aluisio Barbosa, Mariana Elâni, Viviane Brasil, Velma Zehd, Álvaro Renê, Pedro Júnior, Ivens Ranor, Cíntia Viana. Iluminação: Yago Ravenner, Edson Cândido. Sonoplastia: Viviane Brasil, Zé Cabeção, Eri Passos. Figurino: O grupo.

 

 

+ Exposição “Plínio Marcos – Bendito Maldito

 

Sediada na Galeria Ramos Cotoco, do Theatro José de Alencar, a Exposição “Plínio Marcos – Bendito Maldito” pode ser conferida, gratuitamente, de terça a sexta (9h às 17) e aos sábados, domingos e feriados (14h às 17h).

 

 

Grupo Imagens de Teatro

 

O Imagens de Teatro, criado em 2011, utiliza como método interpretativo a estética realista de autores ditos “malditos”. O grupo traz na bagagem quase quinze anos de pesquisa, montagem e apresentação de espetáculos, adaptando-se, nessa trajetória, aos mais diversos espaços, desde palcos tradicionais a galpões, bares e ambientes bem alternativos, disseminando a cultura teatral e formando plateia em todo o país.

 

Vencedor do Prêmio Myriam Muniz/FUNARTE, em 2009, com o projeto “Plínio Marcos – Trilogia: Abajur Lilás, Navalha na Carne e Barrela” e em 2014, com o projeto “Grupo Imagens 13 anos – Indo onde o povo está”, o grupo acumula ainda 06 prêmios de melhor espetáculo, 09 prêmios de direção, 11 prêmios de melhor atriz, 05 prêmios de melhor atriz coadjuvante, 02 prêmios de melhor ator, 04 prêmios de melhor ator coadjuvante, 04 placas de homenagem, 01 prêmio de melhor iluminação, 01 prêmio de melhor sonoplastia, 02 prêmios de melhor cenografia, 02 prêmios de melhor maquiagem e um prêmio de melhor caracterização.

 

A programação completa da mostra Plínio Marcos está disponível no site da Secult:www.secult.ce.gov.br

 

(*) Fotos: Sol Coelho + Divulgação do Grupo Imagens de Teatro

 

 

04.09.2015

 

Coordenação de Comunicação da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará
85 3101.6761 / 85 8699-6524 – Dalwton Moura / secultmkt@gmail.com

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

 

Governo do Estado do Ceará
Coordenadoria de Imprensa – Casa Civil