Bancos de leite dos hospitais estaduais são ouro em amamentação

30 de setembro de 2015

Três hospitais da rede pública do Governo do Estado na capital têm bancos de leite humano que  asseguram o alimento mais rico do mundo aos recém nascidos. Todos três receberam certificado de credenciamento dos bancos de leite do Brasil no Programa Ibero-Americano de Bancos de Leite Humano, da Fiocruz: Hospital Geral Dr. César Cals, Hospital Infantil Albert Sabin e Hospital Geral de Fortaleza. Além dos hospitais da rede pública estadual, mais dois hospitais públicos municipais e dois filantrópicos, no interior, e ainda um hospital público federal, em Fortaleza, conquistaram a certificação ouro. São todos Hospitais Polos, que recebem recursos do Governo do Estado para reforçar o atendimento da média complexidade na ginecologia, obstetrícia, pediatria e neonatologia: Hospital São Vicente de Paulo, em Barbalha; Hospital e Maternidade Jesus Maria e José, em Quixadá; Hospital Dr. João Elísio de Holanda, em Maracanaú; Hospital São Luas, em Juazeiro do Norte; e a Maternidade Escola Assis Chateaubriand, na capital.  

 

O credenciamento tem o objetivo de verificar o grau de conformidade que o banco de leite atinge na operação do sistema de informação e validação dos resultados alcançados. O Hospital Geral César Cals, recebeu ainda o Certificado de Proficiência, concedido aos bancos de leite que são referências estaduais. De acordo com Rejane Santana Brito, coordenadora do Centro de Referência Estadual em Bancos de Leite Humano do HGCC, o ensaio de proficiência evidencia a obtenção de resultados confiáveis, comprova a eficiência de controles internos, determina as características de desempenho e validação de métodos e tecnologias. “O reconhecimento de proficiência padroniza as atividades desenvolvidas, reconhece os resultados em nível nacional e internacional, demonstrando, portanto, o desempenho de competência e confiabilidade do banco”, ressalta.

 

Com esse reconhecimento, o banco de leite do HGCC garante, com base nos resultados, que os procedimentos realizados são corretos e eficazes, o que proporciona mais credibilidade a partir da otimização e monitoração dos processos de controle de qualidade e pasteurização do leite ordenhado. Tudo isso se dá com a aplicação de análises sensoriais, físico-químicas e microbiológicas. Logo, os recém-nascidos internados no Hospital César Cals recebem o leite ordenhado com garantia de qualidade reconhecida e certificada.

 

Reconhecimento internacional

A certificação aconteceu durante o II Fórum de Cooperação Internacional em Bancos de Leite Humano, realizado em Brasília, de 21 a 25 de setembro. O evento é promovido pelo Ministério da Saúde em parceria com a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, da Fiocruz e Agência Brasileira de Cooperação, do Ministério das Relações Exteriores (ABC). Estiveram presentes à solenidades representantes de 24 países que compõem a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH), da Agência Brasileira de Cooperação, da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

 

 

30.09.2015

 

Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge
ascom@hgcc.ce.gov.br / 85 3101.5323 – 8828.7463
Facebook.com/HospitalGeralCesarCals
Twitter: @Hosp_CesarCals

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado do Ceará
Casa Civil / (85) 3466.4898