Ciência e Tecnologia no CE: ferramentas garantem acesso fácil ao diagnóstico do clima e ao monitoramento das águas

20 de outubro de 2015

Nesta terça-feira (20), a série sobre ciência e tecnologia no estado mostra como a internet e ferramentas de fácil acesso garantem ao cidadão comum poder acompanhar de perto qual a previsão do tempo para a sua cidade ou mesmo como está o volume de águas no reservatório que abastece a comunidade onde mora.

“Quando o Sol tostou as fôia, e bebeu o Riachão/

Fui inté o Juazeiro, pra fazer minha oração…”

 

O trecho acima, da bela canção “Légua Tirana”, imortalizada na voz de Luiz Gonzaga, é um indício do forte determinismo que historicamente marcou a relação do sertanejo rude com os fenômenos naturais, especialmente com as sucessivas secas que caracterizam o semiárido brasileiro. Sem informação, sem acesso a quase nenhuma ferramenta tecnológica que fosse além da foice e da enxada, restava ao homem do campo a fé e a conformação. A penitência e a promessa. Por séculos, a terra seca foi submetida ao ferro e ao fogo. E o camponês a mirar os céus perdidos, esperando a bonança. Aos poucos, a ciência foi se espalhando sertão adentro: uma máquina forrageira, uma motobomba, um trator, um arado, técnicos, agrônomos, técnicas de plantio e de manejo dos rebanhos… Hoje, no tempo da informação, a roda da mudança gira numa velocidade até pouco tempo inimaginável: a internet chegou como uma boa-nova para a roça. E, em vez de olhar apenas para o Céu de Nosso Senhor, o cearense mira a tela do computador e do smartphone em busca de informação.

 

De olho nessas mudanças, o Governo do Estado priorizou o desenvolvimento e a aquisição de ferramentas que pudessem levar informações a este público (e a vários outros). Dessa busca, resultou o Portal Hidrológico e a instalação de um Radar Meteorológico, que proporciona informações em tempo real sobre chuvas em todo o Estado. Em 2015, o Portal teve mais de 214 mil acessos e a página do radar outros 186 mil. Além disso, as informações das duas ferramentas também podem ser acessadas por meio de aplicativos disponíveis para smartphones iOS e Android, que já foram baixados gratuitamente por mais de 4,5 mil usuários. Os aplicativos, assim como o Portal, foram criados pela equipe de desenvolvedores da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), em parceria com técnicos da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

 

Portal Hidrológico

Através do site www.hidro.ce.gov.br, o cidadão comum pode acessar informações sobre o nível dos açudes, qualidade das águas e perenização dos rios. Atualmente 153 reservatórios são monitorados. A rede de monitoramento abrange todos os açudes gerenciados (tanto estaduais quanto federais, em parceria com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – Dnocs); os vales perenizados dos principais rios (Acaraú, Banabuiú, Curu e Jaguaribe); os canais do Trabalhador e do Pecém; o Eixão das Águas e algumas lagoas.

 

radar funceme

 

Na página principal do portal, cada uma das 12 bacias hidrográficas do estado estão descritas com sua capacidade total, o volume atual e o percentual de reserva no momento. Também é possível saber quantos reservatórios estão sangrando, quantos estão com nível acima de 90% e quantos estão abaixo de 30%. Os indicativos são atualizados a cada 7 minutos, fornecendo o diagnóstico dos principais reservatórios de abastecimento cearenses em tempo real. O banco de dados do portal permite ao usuário fazer pesquisas mais aprofundadas, fornecendo acesso ao histórico diário, mensal e anual de volume de chuvas, indicadores de cheia e níveis de armazenamento ao longo dos tempos.

 

Radar Meteorológico

O monitoramento da atmosfera no Ceará é realizado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) com o importante auxílio das informações disponibilizadas pelo Radar de Quixeramobim, equipamento instalado pelo Governo do Ceará em novembro de 2011, no topo da Serra de Santa Maria, considerado centro geográfico do Ceará. Passadas quatro estações chuvosas com o equipamento funcionando, além dos meteorologistas, a população criou o hábito de acessar o radar em dias de chuva, já que a página da ferramenta é gratuita e ilimitada através do site da Funceme (www.funceme.br).

 

portal hidrologico

 

O interesse de quem busca a informação se deve ao fato do Radar de Quixeramobim ter um raio ação de 400 km, sendo capaz de mostrar o posicionamento e deslocamento da chuva e estimar a intensidade da precipitação em todo o Estado, assim como em algumas áreas do Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. O governo cearense investiu R$ 12 milhões no equipamento.

 

Diferente de um satélite, o radar meteorológico é um sensor ativo, ou seja, ele não se limita a observar a atmosfera, mas emite microondas que atingem as gotas de chuva nas nuvens. Parte dessas ondas são refletidas para o equipamento e as informações são processadas e transformadas em intensidade de chuva. Todo este processo acontece muito rápido, podendo haver o monitoramento em tempo real das chuvas, com delay de 8 minutos, e permitindo obter a exata localização dos sistemas meteorológicos presentes no raio de alcance do radar.

 

O radar beneficia diversos setores da sociedade. De forma específica, é mais útil às populações de áreas de risco, produtores rurais, agricultores e pescadores. Destacam-se como resultados da implantação do equipamento a modernização das informações relativas ao tempo, auxílio aos agricultores e produtores rurais com informações mais precisas, alerta aos órgãos da Defesa Civil sobre os eventos meteorológicos, controle de inundação nas áreas urbanas, monitoramento de áreas de risco e informações úteis às atividades de pesca. “É uma prova de que temos a intenção de compartilhar informações com todos os setores da Sociedade e, mais que isso, agilizar a velocidade dessas informações quando destinadas aos tomadores de decisão”, explica Eduardo Sávio Martins, Presidente da Funceme.

 

 

Leia mais sobre a série:

 

Ciência e Tecnologia no CE: cápsula ajuda em diagnóstico preciso de doenças do intestino
Ciência e Tecnologia no CE: Porto Iracema das Artes forma primeira turma do curso de jogos eletrônicos em novembro
 

 

20.10.2015

 

Henrique Silvestre
Assessor de Imprensa da Secretaria de Recursos Hídricos
85 3101.4004 | 98866.9963
henrique.silvestre@srh.ce.gov.br

 

Guto Castro Neto
Assessor de Imprensa da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme)

 

Rafaele Esmeraldo
Assessora de Imprensa da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh)

 

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil / 85 3466.4898