Após 1 ano de operação comercial, linha sul passa por testes para ampliação do serviço

6 de novembro de 2015

Testes técnicos para averiguar a capacidade de ampliação dos transportes na linha sul do Metrô de Fortaleza acontecerão nestes sábado (7) e domingo (8). O objetivo é elevar a demanda sobre via férrea, com a circulação simultânea de vários trens elétricos, computando os dados de desempenho de todos os sistemas e equipamentos. Serão analisados diversos itens que compõem a estrutura e a operação, envolvendo trens elétricos, subestações de energia e rede elétrica aérea (catenárias).

Com isso, a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) terá um diagnóstico detalhado da capacidade atual máxima da linha sul. Esses dados serão importantes para o atual modelo de operação, bem como para a formatação das futuras melhorias na oferta do serviço. Para os próximos meses, é previsto o aumento gradativo do número de trens operando simultaneamente na via férrea, fator que aumentará a capacidade de transporte de passageiros e, em consequência, demandará maior desempenho de todos os itens do sistema metroferroviário.

Atualmente, a linha sul circula com oito TUEs (unidades de trem elétrico), que proporcionam intervalos de trem de aproximadamente 20 minutos. Devido aos atuais investimentos da Metrofor, será possível aumentar para 20 o número de trens elétricos em operação, reduzindo para 6 minutos o tempo de espera pelo próximo trem, em todas as estações. Esse cenário é previsto dentro do prazo máximo de dois anos, com avanços gradativos no decorrer desse período. As empresas responsáveis pela instalação e manutenção dos itens da linha sul participam da coleta de informações e dos testes que serão realizados neste fim de semana.

Por causa dos testes, não haverá operação comercial da linha sul neste sábado (7). Com isso, todas as estações em Fortaleza, Maracanaú e Pacatuba estarão fechadas. Elas reabrem normalmente a partir da segunda-feira (9). Os testes técnicos da linha sul não afetam a operação da linha oeste, que funcionará normalmente no sábado, com todas as estações abertas para embarques e desembarques, no horário entre 5h30 e 20h40.

Saiba mais:

O principal investimento para melhoria da linha sul do Metrô de Fortaleza consiste na implantação do sistema de sinalização e controle de trens, tráfego e energia, cuja contratação foi realizada em julho, ao custo de R$ 125,6 milhões. Com esse sistema, será possível:

·         Manter uma contínua supervisão da velocidade máxima de operação permitida em cada trecho da via e impedir que os limites sejam ultrapassados. Com o sistema funcionando plenamente, será possível operar as TUEs (trens unidades elétricas) em até 80 km/h. O limite atual é de 70 km/h.

·         Monitorar a distância entre os trens, durante a operação.

·         Alinhamento e autorização de rotas dos trens, que será feito a partir do Centro de Controle de Operações (CCO) e dos postos de controle local.

·         Bloquear a autorização de eventuais rotas conflitantes.

·         Fornecer continuamente aos operadores informações sobre o controle das linhas, tanto em termos de tráfego como de alimentação elétrica.

·         Realizar automaticamente a mudança de trilho, através das máquinas de chave eletromecânicas.

·         Autonomia para frear o trem em caso de necessidade.

Serviço:

Metrô de Fortaleza – Linha Sul

Horário: Segunda à sábado, de 7h às 19h.

 

Metrô de Fortaleza – Linha Oeste

Horário: segunda a sábado, de 5h30min às 20h40min

 

Metrô do Cariri

Horário: Segunda a sexta-feira: de 6h às 19h / Sábado: de 6h às 14h

 

Metrô de Sobral

Horário: De segunda à sexta-feira: de 8h às 12h.

06.11.2015

Assessoria de Comunicação Metrofor
Pedro Alves / 3101 7115
imprensa@metrofor.ce.gov.br

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

Coordenadoria de  Imprensa do Governo do Estado do Ceará
Casa Civil / 85 3466.4898