Mutirões de saúde e jurídico marcam 15 anos de Penitenciária do Cariri

20 de novembro de 2015

A Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), em Juazeiro do Norte, chega aos 15 anos de existência neste mês de novembro. A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) marca a data com atendimento intensivo de saúde, jurídico e um ato ecumênico para os internos da unidade. A unidade também está com curso de capacitação profissional e no próximo mês, novo programa de educação deve ter início. As ações acontecem ao longo da próxima semana.

A primeira das atividades será na próxima quarta-feira (24), quando um mutirão de saúde ofertará vacinação contra hepatite B, tríplice viral (rubéola, caxumba e sarampo) e antitetânica, teste rápido HIV e atendimento médico e odontológico. Nos dias 25 e 26 haverá mutirão de atendimento jurídico, realizado em parceria com a Defensoria Pública, para analisar os processos e dar os encaminhamentos necessários.

As atividades se encerram com um ato ecumênico, com a presença de um padre e um pastor da região do Cariri, no dia 27, a partir das 15h.

No mês que celebra seus 15 anos, a Pirc tem boas notícias para comemorar. A unidade está com uma turma do Pronatec Prisional de encanador instalador predial, contemplando 20 internos. O Pronatec tem como objetivo ampliar as ofertas de educação profissional e tecnológica. Neste mês também foi anunciado ProJovem Urbano Prisional para a unidade.

Hoje, 58 internos estudam na unidade prisional e 48 participarão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) Prisional, que será realiza nos dias primeiro e dois de dezembro, na própria unidade prisional.

“Uma unidade prisional de grande porte merece todo nosso apoio, respeito e incentivo. Pois, vai de encontro a sociedade que precisa se desenvolver para superar seus problemas”, comenta o administrador da PIRC, Mayk Carneiro.

Inauguração da Penitenciária Industrial Regional do Cariri

A Pirc foi inaugurada em 17 de novembro de 2000 pelo Ministério da Justiça que entregou a administração da unidade à Companhia Nacional de Administração Prisional (CONAP). Em 2005, o Ministério Público Federal e a Ordem dos Advogados do Brasil ajuizaram uma ação civil pública contra o Estado do Ceará e a Conap, alegando que a custódia de presos é função exclusiva do poder público. Em julho de 2007, a Pirc e as demais penitenciárias cearenses administradas pela Conap foram reintegradas à Sejus.

Por realizar propostas de ressocialização dos internos com trabalhos de cooperativas de produção, a PIRC tornou-se uma fábrica-modelo chamando atenção em todo o Brasil. Os internos têm a oportunidade de trabalhar na confecção de bolas de futebol, marcenaria e artesanato.

20.11.2015

Assessoria de Comunicação da Sejus
Camille Soares
ascom.sejus@gmail.com / (85) 3101.2862

Ciro Câmara
Gestor de Célula/Secretarias
ciro.camara@casacivil.ce.gov.br

Coordenadoria de imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898