Sírio-Libanês abre especializações em Fortaleza e Cariri

23 de novembro de 2015

Os profissionais de saúde do Ceará selecionados no Projeto Gestão de Apoio ao SUS 2015-2017, parceria entre Ministério da Saúde, Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa (IEP/HSL), Conselho Nacional de Secretário de Saúde (CONASS) e Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS), participam nesta quarta-feira, 25 de novembro, às 9 horas, da abertura dos cursos de Especialização em Gestão de Risco e Segurança no Cuidado ao Paciente e de Especialização em Vigilância em Saúde. A abertura nacional via teleconferência no Ministério da Saúde, em Brasília, e no Instituto Sírio-Libanês, em São Paulo, acontecerá simultaneamente nas 31 regiões de saúde participantes e será acompanhada em Fortaleza na Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE), Avenida Antônio Justa, 3161, Meireles, e, no Cariri, na Faculdade de Juazeiro do Norte (FJN), Rua São Francisco, 1224-A, São Miguel.

Os Projetos de Apoio ao SUS constituem-se em estratégia para o fortalecimento e consolidação do Sistema Único de Saúde e integram o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS). Para o triênio 2015-2017 foram aprovados 18 projetos que envolverão 4.032 profissionais de saúde nas 31 regiões de saúde participantes em todo o país. As atividades educacionais com os especializandos serão mensais, a partir de fevereiro de 2016, e desenvolvidas por meio de encontros em Fortaleza e Juazeiro do Norte, em três dias integrais de atividades, pelo período de 10 meses. Os projetos educacionais são definidos a partir de necessidades identificadas pelos gestores do SUS e executados pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa.

O Curso de Especialização em Gestão do Risco e Segurança do Paciente vai capacitar profissionais que vão contribuir para a melhoria da atenção à saúde da população, considerando a necessidade de ampliação do acesso, da integralidade do cuidado nas regiões de saúde e do aumento da segurança do cuidado. O Ministério da Saúde inseriu esse tema na agenda prioritária do sistema de saúde público e privado do país, por meio do lançamento, em abril de 2013, do Programa Nacional de Segurança do Paciente, cujo objetivo é prevenir e reduzir a incidência de eventos adversos nos serviços de saúde públicos e privados. Com base no Programa, foram publicados os protocolos básicos de segurança do paciente ? identificação do paciente; prevenção de úlcera por pressão; segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos; cirurgia segura; prática de higiene das mãos em serviços de saúde; e prevenção de quedas.

A Especialização em Vigilância em Saúde vai capacitar profissionais do SUS que atuam em diferentes cenários de prática para o aprimoramento das ações de vigilância, prevenção e controle de doenças e agravos de importância em saúde pública, orientado pelo método, raciocínio e evidências epidemiológicas, visando a melhoria das condições de saúde da população. O curso de especialização está alinhado com metodologias ativas de ensino-aprendizagem e é oferecido na modalidade semipresencial, com carga horária total de 360 horas, 288 horas presenciais e 72 horas de trabalho à distância. Participam do curso em Fortaleza profssionais de saúde selecionados para 60 vagas para a macrorregião de Saúde de Fortaleza, 21 para a macrorregião de Sobral, oito para a macrorregião do Sertão Central e sete para a macrorregião do Vale do Jaguaribe/Litoral Leste.

O PROADI-SUS possibilita que as entidades de saúde de referência assistencial participem do desenvolvimento do SUS, transferindo tecnologias de gestão e de atenção úteis para serem adaptadas pela rede pública, além de desenvolverem pesquisas de interesse do Sistema Único de Saúde. No Ceará, o Instituto Sírio-Libanês realizou em Quixadá, Sobral e no Cariri o curso de Especialização em Gestão de Clínica nas Regiões de Saúde e, no primeiro ciclo do PROADI-SUS, desenvolveu projetos com a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE) e Hospital Geral de Fortaleza (HGF). No segundo ciclo, entre 2013 e 2014, realizou os cursos de especialização em Gestão de Emergência e Gestão de Vigilância Sanitária em Saúde Pública para formar 120 especialistas, 80 deles em emergência e 40 em vigilância sanitária das secretarias da Saúde do Estado e de Fortaleza e dos hospitais do Exército e da Aeronáutica.

23.11.2015

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá / Helga Rackel ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Giselle Dutra
Gestora de Célula/ Secretarias

Coordenadoria de imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898