Usinas térmicas e eólicas são fiscalizadas por analistas da Arce

26 de janeiro de 2016

Até o final deste mês, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce), concluirá 12 relatórios de fiscalização de usinas térmicas e eólicas, que se encontram em fase de construção e/ou de operação. A finalização dos processos de fiscalização está a cargo dos analistas da coordenadoria de energia da Agência cearense, Dickson de Araújo e Deleon Parente. No que se refere às usinas em construção, os relatórios apresentam a análise de dados e estratégias apresentadas pelos agentes para comprovar o cronograma e o término das obras, de acordo com o previsto e definido nas outorgas das usinas, a fim de prevenir atrasos. Já no que concerne às usinas em operação, o objetivo é garantir que os empreendimentos entreguem ao sistema elétrico toda a energia contratada, com a qualidade requerida, apontando, principalmente, falhas a serem corrigidas, se for o caso.

O analista de regulação Dickson de Araújo está responsável pela conclusão de sete relatórios de termelétricas, todas em funcionamento e fiscalizadas entre novembro e dezembro de 2015. São elas: Aracati, Baturité, Caucaia, Crato, Enguia Pecém, Iguatu e Juazeiro do Norte. Já o analista Deleon Parente está responsável pela conclusão dos relatórios das eólicas Itarema I, II, III e V, além da eólica Pitombeira, também visitadas em dezembro do ano passado, e ainda em fase de construção.

Segundo o coordenador de energia da Arce, Eugênio Bittencourt, a fiscalização dos empreendimentos de geração de energia se reveste de grande importância para o alcance da garantia de segurança energética do País. “Isso se reafirma, especialmente, quando se analisa a situação presente, em que permanece um deficit muito significativo na energia armazenada nos reservatórios das usinas hidrelétricas, em especial os das regiões Sudeste/Centro-Oeste e Nordeste”, enfatiza Bittencourt.

As 12 usinas de energia já mencionadas fazem parte do ciclo de fiscalizações feitas pela Arce no período compreendido entre agosto e dezembro de 2015, juntamente com as seguintes geradoras: Parque Eólico de Beberibe, Maracanaú I, Ubatuba, Goiabeira, Santa Catarina, Ventos de Horizonte, Icaraizinho, Praia Formosa, Eólica Paracuru e Energy Works Kaiser. Ao todo, foram visitadas 22 usinas. As ações têm como objetivo maior acompanhar não somente o andamento das que já se encontram em operação, mas também a evolução das que estão em obras e verificar se as mesmas avançam em conformidade com o cronograma firmado junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), analisando, ainda, as licenças ambientais, a comercialização de energia e situação fundiária. Conforme informado pelo técnico Dickson de Araújo, a Agência está se programando para iniciar as fiscalizações de 2016 já na primeira quinzena do mês de março.

26.01.2016

Assessoria de Comunicação da Arce
Angélica Martins / 85 3101.1020 / 3101.1030

Ciro Câmara
Gestor de Célula / Secretarias
ciro.camara@casacivil.ce.gov.br

Coordenadoria de imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br     / 85 3466.4898