‘Estou empolgado em trabalhar com cooperação’, diz novo diretor do HGF

19 de Maio de 2016

“Vejo nos olhos do João Batista o brilho e prazer de trabalhar pela gestão da saúde. Vamos, juntos com ele e toda a equipe, tirar as travas e ampliar a capacidade de se reinventar para fortalecer o HGF e toda a rede de saúde. Não adianta ter o melhor hospital se não tiver a melhor rede de assistência”, disse o secretário da saúde do Estado, Henrique Javi, na solenidade de posse do novo diretor geral do Hospital Geral de Fortaleza, João Batista Silva, na manhã desta quarta-feira (18). A posse ocorreu na abertura da 47ª Reunião Anual do HGF, em comemoração aos 47 anos do hospital, que encerrará as programações de aniversário nesta sexta-feira (20). Henrique Javi reforçou que “é preciso ter a compreensão sincera de fortalecer um ao outro com senso coletivo e na perspectiva da humanização”.

João Batista destacou o entusiasmo, a cooperação e o trabalho em equipe como elementos importantes para a gestão e melhoria da assistência no HGF e da rede de saúde pública do Estado. “Eu estou aqui numa imensa emoção, no tremor da expectativa e da responsabilidade. Minha missão na vida é tentar melhorar a vida das pessoas através da saúde. Queremos melhorar o HGF e todo o sistema de saúde, trazendo minha experiência e entusiasmo. Estou empolgado em fazer de tudo pelo HGF com a cooperação de todos. Meu primeiro passo na gestão do HGF é formar uma equipe. Gosto de ouvir, agregar valores e formar um time”.

A propósito da humanização, Henrique Javi assistiu até o fim a primeira conferência da 47º Reunião Anual do HGF, com o tema “A escuta do paciente no tempo tecnológico”, feita pelo médico Francisco George Magalhães Oliveira. O conferencista foi incisivo ao afirmar que “ouvir e tocar o paciente é imprescindível, que a tecnologia não substitui a relação médico e paciente”. Ele finalizou a conferência, que durou mais de uma hora, falando sobre as três escutas do médico: “a primeira é escutar o que o paciente quer falar, a segunda escuta o que o paciente não quer falar, e a terceira escuta o que o paciente não pode falar”.

O superintendente da Rede de Unidades da Sesa, Pedro Leão, destacou o valor dos profissionais no trabalho coletivo: “vamos fazer juntos, em laço, o trabalho, unindo todos no objetivo comum de atendimento de qualidade e humanizado, não fazendo nós na rotina que é cheia de desafios”. Já o secretário adjunto da Sesa, Marcos Gadelha, falou do perfil do novo diretor do HGF. “João Batista tem a habilidade de saber ser líder, identificando virtudes em cada um que integra a equipe. Ele é reconhecido por fazer gestão de resultados”. Marcos Gadelha aproveitou para agradecer a contribuição de cada um dos 4.500 colaboradores do HGF em alguma etapa ou atividade nos 47 anos do hospital.

Durante a programação comemorativa de aniversário do HGF, os aposentados homenageados receberam a medalha de honra ao mérito. Sendo um dos funcionários que contribuiu para o caminhar da instituição, o neurologista João José de Carvalho recebeu a medalha das mãos do secretário da saúde. O neurologista relembrou o tempo que começou no hospital e os desafios enfrentados por ele ao longo desses anos. “Nós temos que falar bem do HGF, as pessoas só têm o costume de falar mal, mas ninguém olha o outro lado. São mais de 13 mil altas durante o ano e realizamos trabalhos maravilhosos”, destacou.

Na ocasião, também falou o presidente da Seção de Ensino, Aperfeiçoamento e Pesquisa do HGF, neurologista Artur D’Almeida, responsável pela realização do evento. Antes de começar o seu discurso, o neurologista prestou uma homenagem ao pediatra do HGF, Dr. Luis Carvalho de Souza, que faleceu nesta semana. Em seguida, destacou a importância do evento de 47 anos do hospital. “Nesses três dias vamos falar sobre como utilizar as ferramentas tecnológicas mais avançadas, típicas de um grande centro de medicina de alto nível e continuar mantendo um vínculo humanizado com o paciente. Tudo isso tem a finalidade de assistimos melhor o paciente em todas as suas dimensões como ser humano”.

HGF

Criado em 23 de maio de 1969, com 563 leitos, entre eletivos, emergência, obstetrícia e unidades de terapia intensiva adulto e neonatal, o HGF é referência em procedimentos de alta complexidade. Realiza transplantes, neurocirurgias e presta assistência em Acidente Vascular Cerebral (AVC) e outras patologias neurológicas, ortopedia, obstetrícia de alto risco, tratamentos clínicos especializados. Integra a rede de Hospitais Sentinelas, Hospital Amigo da Criança, Rede Cegonha e Programa SOS Emergência, do Ministério da Saúde.

Maior hospital público da rede estadual, o HGF é referência em 63 especialidades e subespecialidades. O hospital mantém o único banco público de olhos do Estado, fazendo a captação, preservação e distribuição de córneas para os 15 centros transplantadores de todo o Ceará. Além de realizar transplantes de córneas, faz transplantes de fígado, pâncreas e rim. O Hospital Geral é também um dos maiores centros de treinamento do País, certificado por portaria interministerial dos Ministérios da Saúde e da Educação como hospital de ensino, atuando na formação de médicos em 26 especialidades.

 

 

19.05.2016

Assessoria de Comunicação do HGF
Débora Morais/Thiago Vidal
(85) 3101.7086 / 98756.1212
debora.morais@hgf.ce.gov.br
Twitter: @Hospital_HGF

Fotos: Assessoria de Comunicação do HGF

Assinatura coornenadoria matérias