SPD avalia acolhimento de usuários atendidos por Comunidades Terapêuticas

12 de setembro de 2016

A Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) concluiu o 3º Ciclo de Monitoramento de 2016 nas 20 Comunidades Terapêuticas (CTs) que prestam serviços à pasta e à Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad). O objetivo foi avaliar a estrutura oferecida para acolhimento dos usuários de drogas que buscam recuperação, incluindo itens como higiene, limpeza, alimentação, oferta de atividades de autocuidado e documentação, dentre outros.

O trabalho de monitoramento foi iniciado em julho passado sob a responsabilidade de técnicas da Coordenadoria de Políticas sobre Drogas (Copod) da SPD. As comunidades terapêuticas (CTs) são espaços dedicados a receber pessoas dependentes de álcool e outras drogas. O tempo ideal de permanência varia de seis a nove meses, conforme a situação de cada pessoa, podendo durar, no máximo, 12 meses.

No período de acolhimento, é desenvolvida uma série de atividades voltadas à espiritualidade e autocuidado e ações que favoreçam o retorno da pessoa à sociedade, a exemplo de cursos de qualificação profissional. As iniciativas ampliam as oportunidades de melhoria da autoestima e de reinserção no mercado de trabalho.

A secretária Especial de Políticas sobre Drogas, Miriam Sobreira, explica que o monitoramento das CTs é uma atividade constante da SPD com o objetivo de garantir o atendimento adequado e a oferta de serviços de qualidade aos acolhidos nas unidades prestadoras de serviço. Até o final de 2016, outros três ciclos de monitoramento ainda serão realizados. Atualmente, o Sistema Acolhe Ceará dispõe de 473 vagas em CTs. A maioria das unidades fica localizada na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Em paralelo ao monitoramento, a SPD realizou a implantação do SisAcolhe em seis CTs, quatro Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e no Hospital de Saúde Mental. O SisAcolhe é sistema de informação que viabiliza o registro eletrônico de ações e a unificação de dados, dentre eles o cadastro único dos usuários beneficiados pelos diversos programas e projetos desenvolvidos pela Secretaria.

A ferramenta proporcionará a sistematização dos processos que envolvem o cadastro e acolhimento das pessoas que buscam tratamento e/ou orientação na problemática do uso de álcool e outras drogas.

12.09.2016

Fernando Brito
Repórter

Daniela Negreiros
Assessora de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 98902.7939 / 3238.5090 – comunicacao@spd.ce.gov.br / daniela.negreiros@spd.ce.gov.br