Experiência de licenciamento para setor elétrico será apresentada ao país

5 de outubro de 2016

A tecnologia de prevenção de crises na instalação de usinas eólicas desenvolvida no Ceará serve de modelo para outros estados

A tecnologia de prevenção e de administração de conflitos na instalação de usinas eólicas, desenvolvida pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), será apresentada quinta-feira (6), em São Paulo, durante o encontro Licenciamento e Gestão Socioambiental no Setor Elétrico (Lase 2016). O evento reúne, anualmente, representantes dos setores público e privado, juristas, consultores e pesquisadores, para discutir os problemas e as possíveis soluções para o licenciamento ambiental naquele setor.

A apresentação cearense será feita pelo supervisor do Núcleo de Impacto Ambiental da Semace, Wilker Sales, no painel intitulado Gestão de crises: planejamento para atuação em situações que envolvem aspectos socioambientais tecnologia de gerenciamento de crise. “O Ceará tem mais áreas bastante conflituosas de exploração de energia, relativamente a outros estados, e está sabendo lidar com isso”, afirmou Sales. “Temos praias e dunas, comunidades tradicionais de pesca e indígenas, e patrimônio arqueológico”, lembrou.

O Ceará se destaca na prevenção e administração de conflitos, acumulando sete anos de experiências na área e servindo de modelo para estados que passaram a explorar mais recentemente a energia do vento. “Nós não licenciamos mais em faixa de praia, porque acreditamos que há outras áreas propícias no interior, onde podem ocorrer outros conflitos, mais fáceis de administrar”, explicou. “O desafio é pesquisar uma área de potencial alto de geração de energia eólica e com uma vulnerabilidade ambiental bastante baixa”, completou.

05.10.2016

Alberto Perdigão
Assessor de Imprensa da Semace
(85) 3101-5554 – 98852-6642
comunicacao@semace.ce.gov.br