Governo do Ceará apresenta Inventário Florestal e Mapeamento do Zoneamento Costeiro

9 de dezembro de 2016

Os novos dados, atualizados e mais precisos, ajudarão o Estado na condução de políticas públicas de meio ambiente e nortearão a tomada de decisões de investidores interessados no desenvolvimento sustentável

 

O Inventário Florestal Nacional do Ceará (IFN-CE) será lançado nesta sexta-feira (9) em solenidade presidida pelo governador Camilo Santana, no Palácio da Abolição. O Inventário, que será entregue pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), é a primeira pesquisa do gênero realizada no Ceará depois de 20 anos e reúne dados de um levantamento feito em 377 amostras diferentes de áreas de caatinga e de serras, e em mais 80 pontos localizados nos perímetros das Unidades de Conservação do Estado.

Na mesma solenidade, será apresentado o projeto de Mapeamento do Zoneamento Ecológico e Econômico do Ceará (ZEE) da Zona Costeira e Unidades de Conservação Costeiras do Estado. O estudo é um marco histórico, no que concerne conhecer e disponibilizar as informações sobre os recursos naturais localizados ao longo da costa. Os dados estão consolidados de acordo com parâmetros científicos e recursos técnicos atualizados, e em consonância com os padrões internacionais em levantamentos do gênero.

Ao todo, foram investidos mais de R$ 6 milhões nos dois documentos que reúnem informações atualizadas e precisas. Os dados, além de contribuir para a preservação do meio ambiente, serão ferramentas importantes na condução de políticas públicas de meio ambiente e nortearão a tomada de decisões de investidores interessados no desenvolvimento sustentável.

Durante a manhã, serão realizados dois encontros técnicos sobre o Inventário Florestal e sobre o Zoneamento Ecológico e Econômico. Representantes dos governos, do mercado e da sociedade poderão conhecer como utilizar os dados dos levantamentos em suas tomadas de decisão. Entre os participantes estarão os 35 representantes do Estado, das universidades e da sociedade com assento no Conselho Estadual do Meio Ambiente. As informações das duas pesquisas estão disponíveis para consulta no site da Semace: www.semace.ce.gov.br.

Inventário Florestal

A pesquisa dos dados biofísicos e socioambientais seguiu, pela primeira vez, um único padrão adotado pelo Serviço
Florestal Brasileiro (SFB) para todos os estados, e está em consonância com os parâmetros praticados mundialmente. Nos questionários aplicados junto à população residente, três a cada quatro entrevistados informaram utilizar a floresta de alguma maneira. Os dados atualizados e seguros sobre a quantidade e a qualidade das nossas florestas servirão para elaborar, executar e avaliar políticas públicas mais eficientes e eficazes.

Números

O Inventário Florestal mostra que o Ceará tem 57% do seu território coberto por floresta, o que equivale a 8,5 milhões de hectares. A Caatinga, bioma característico da região Nordeste, representa 88% dessa cobertura vegetal.
O levantamento também identificou áreas de cerrado, floresta ombrófila, estacional e pioneiras. A Serra da Meruoca apresentou maior área com cobertura florestal, com 87% de sua extensão, enquanto Pacajus ficou com a menor cobertura, apenas 15%.

O estudo identificou ainda 776 espécies vegetais e 346 espécies de árvores. A espécie arbórea mais encontrada foi o marmeleiro. A mais abundante em áreas fora das florestas foi a carnaúba, o vegetal símbolo do Ceará que consta inclusive do Brasão do Estado.

Investimento

O investimento neste estudo foi de R$ 3.500,777,26, com origem em quatro fontes:

– Serviço Florestal Brasileiro: R$ 1.050.000.00
– Compensação Ambiental (Fonte 16): R$ 1.400.443,93
– Governo do Ceará (Fonte 00): R$ 917.000.00
– Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Fonte 70): R$ 133.333,33

Zoneamento Ecológico e Econômico

O Projeto de Reestruturação do Mapeamento do Zoneamento Ecológico e Econômico da Zona Costeira e Unidades de Conservação Costeiras tem o objetivo de descrever a caracterização ambiental integrada da Zona Costeira do Ceará, utilizando a escala 1:10.000, a partir da utilização de geotecnologias e da obtenção dos resultados disponibilizados em um sistema de informações geográficas. Com as novas informações, o Governo do Ceará terá mais elementos para atrair investimentos que promovam o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável.

Os produtos do estudo também ajudarão no planejamento territorial e no estabelecimento de diretrizes para o zoneamento da faixa costeira do Estado. O estudo dará precisão no posicionamento cartográfico das unidades mapeadas, facilitando suporte técnico à Semace, na execução de suas atividades de planejamento, fiscalização, licenciamento e monitoramento ambiental.

Avanço

No âmbito do projeto, foram adquiridas novas imagens, por meio de aerolevantamento realizado em 2014. A obtenção dos dados utilizou tecnologia de ponta baseada em imagens obtidas por processo a laser, com câmeras de imageamento, e sensores que detectam com grande exatidão a superfície do terreno. A partir do Mapeamento ZEE, o Estado e o mercado passarão a ter dados atualizados e confiáveis para tomar suas decisões, respectivamente, em relação a políticas públicas ou a investimentos.

O ZEE representa um avanço metodológico com a adoção de novas tecnologias. O mais recente levantamento tem mais de 10 anos, quando o litoral ainda não contava com empreendimentos de alto impacto ambiental. Entre 2004 e 2006 a Semace, em parceria com a Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura (FCPC) e o Instituto de Ciências do Mar (Labomar), elaborou o ZEE (Zona Costeira), tendo como destaque o material cartográfico com o mapeamento das unidades geoambientais na escala 1:25.000.

Investimento

O Projeto tem aporte de R$ 2.759.998,43 e é proveniente de recurso de compensação ambiental. As informações constam no Portal da Transparência. A empresa Geoambiente, vencedora da licitação, é responsável pelo projeto.

08.12.2016

Ana Luzia Brito
Assessora de Comunicação da Superintendência Estadual do Meio Ambiente
85 3101.5554 | 98653.8337
comunicacao@semace.ce.gov.br

Assessoria de Comunicação – Ascom
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – Semace
Governo do Estado do Ceará
(85) 3101-5554