Corre Pra vida supera 46 mil atendimentos em 2016

3 de Janeiro de 2017

Iniciativa é voltada para a população em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social

O Projeto Corre Pra Vida, da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD), encerrou as atividades do ano de 2016 superando a marca de 46 mil atendimentos efetivados. O quantitativo de ações envolveu 39.449 atendimentos no ponto de acolhimento (contêiner), 6.350 abordagens de campo, com o apoio de uma unidade móvel; e 665 encaminhamentos / acompanhamentos aos serviços de saúde e à rede socioassistencial. No mesmo período, também ocorreu a distribuição de 37.896 insumos de higiene e saúde para os beneficiários do projeto. Somente em dezembro passado, foram mais de cinco mil atendimentos.

O número maior de atendimentos em 2016 envolveu a oferta de orientações sobre a redução de danos por conta do uso de drogas. Também tiveram números significativos serviços como atividades de autocuidado, atendimentos individuais, acolhimento à crise, acompanhamento pré-natal, curativos/cuidados de enfermagem, medicação assistida, rodas de conversa, oficinas artístico-culturais, acompanhamento familiar e resgate de vínculo familiar.

O Corre Pra Vida foi implementado pela Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) em novembro de 2015. O projeto viabiliza o acesso gratuito a atividades de autocuidado, serviços de saúde, rede assistencial e à Rede de Atenção Psicossocial (Raps) por parte de pessoas em situação de rua e socialmente vulneráveis, principalmente devido à dependência de drogas.

O contêiner do projeto funciona no Oitão Preto, área situada junto à Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, no Centro da cidade. No equipamento, os usuários são acolhidos por uma equipe de profissionais interdisciplinares e redutores de danos. O ponto de acolhimento / abordagem fica aberto de segunda a sábado, das 8 às 17 horas.

Através do Corre Pra Vida, também é viabilizado à população de rua o acesso a atividades informativo / educativas e de reinserção social e profissional em pontos diversos de Fortaleza, com foco na redução de danos causados pelo uso de drogas. O objetivo é levar acolhimento e tratamento aos beneficiários, além de fortalecer o processo de ressocialização.

Na avaliação do secretário Especial de Políticas sobre Drogas, Marcelo Uchôa, os números apresentados pelo Projeto Corre Pra Vida demonstram a aceitação da proposta da SPD por parte da população em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social. “A ideia é proporcionar o resgate da cidadania, reduzir os danos do uso de drogas e promover direitos e inserção nas diversas políticas públicas” destaca o gestor.

Serviço:

Contêiner do Projeto Corre Pra Vida
Avenida Castelo Branco, 145-A, Centro
Funcionamento: segunda a sábado, das 8 às 17 horas

Fernando Brito
Repórter

Daniela Negreiros
Assessora de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.5090 / 98902.7939 – comunicacao@spd.ce.gov.br / daniela.negreiros@spd.ce.gov.br

www.spd.ce.gov.br
Facebook: spdceara

Expediente imprensa 05dez 2016-01