Sistema Público de Relacionamento com o Cidadão: Oficina discute roteiro etnográfico do projeto

30 de Janeiro de 2017

Na ocasião, participaram servidores públicos, jornalistas, pesquisadores e profissionais das áreas de Ouvidoria e Tecnologia da Informação

 

1Com o objetivo de compreender as necessidades e os anseios dos cidadãos para auxiliar no processo de desenvolvimento do Sistema Público de Relacionamento com o Cidadão, a Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) e a empresa Caiena Tecnologia e Design realizaram a oficina “Das personas às pessoas”, que marca o início das atividades do terceiro ciclo de trabalho do projeto. Na ocasião, os participantes auxiliaram na construção do roteiro que norteará o estudo etnográfico do projeto.

Para o secretário adjunto da CGE, Marconi Lemos, o projeto se apresenta como um desafio para o fortalecimento do relacionamento entre a sociedade e o Estado. “Nosso grande desafio, é auxiliar no desenvolvimento de um sistema de relacionamento com o cidadão que una os atuais sistemas de controle social do Estado, oferecendo um serviço de melhor qualidade, através de uma linguagem fácil e acessível. Mesmo sendo reconhecido em 2016 como um dos Estados mais transparente do país, ainda temos muito a amadurecer, principalmente no que diz respeito a adaptação dos sistemas ao perfil dos usuários”, destacou o secretário adjunto da CGE, Marconi Lemos, sobre a importância do projeto.

Na ocasião, servidores públicos, jornalistas, pesquisadores e profissionais das áreas de Ouvidoria e Tecnologia da Informação traçaram perfis de usuários, elaborados a partir da designação geográfica do Ceará, e validaram hipóteses que serão testadas pela empresa que está desenvolvendo o sistema, durante a construção do roteiro de pesquisa etnográfica do projeto.

Entendendo o cidadão

Com o desenvolvimento do Sistema Público de Relacionamento com o cidadão, os usuários de serviços oferecidos pelo Estado poderão, por meio de uma linguagem fácil e acessível, ter acesso aos principais canais de controle social, como a Ouvidoria, o Serviço de Informação ao Cidadão (SIC) e o Portal da Transparência. Ainda terão acesso aos serviços de cruzamento de dados, ambientes de discussão e redes sociais.

Para a jornalista Mirely Costa, convidada a participar da oficina por estar utilizando um dos serviços oferecidos pelo Estado em uma unidade do Vapt-Vupt, o Sistema de Relacionamento com o Cidadão é uma oportunidade de dar voz à sociedade, que muitas vezes não conhece seus direitos ou simplesmente abre mão deles por não saber como se expressar.

“Recentemente eu tive problemas durante o atendimento em um determinado serviço público e na ocasião não me ocorreu de utilizar nenhum dos canais de controle social do Estado. Então, eu contornei a situação e saí do local extremamente irritada, até que fui questionada por uma outra pessoa sobre a utilização da Ouvidoria. Por não ser usuária deste tipo de serviço, isso nem me passou pela cabeça. Mas agora, vendo o trabalho de pesquisa que está sendo elaborado para o desenvolvimento do Sistema de Relacionamento com o Cidadão, eu começo a enxergar os canais de controle social de outra forma. É preciso tornar a Ouvidoria e outros canais de controle social produtos apropriados pelo cidadão”, comentou.

30.01.2017

Assessoria de Comunicação da CGE – 85 3101.3474
Flávia Salcedo – Coordenadora de Comunicação (  flavia.salcedo@cge.ce.gov.br)
Géssica Saraiva – Assessora de Comunicação ( gessica.saraiva@cge.ce.gov.br)
Camila Lins – Assistente de Publicidade ( camila.lins@cge.ce.gov.br)
Twitter: @CGECeara
Facebook: www.facebook.com/CgeCeara

Expediente imprensa 05dez 2016-01