Hospital de Messejana é referência no tratamento de tuberculose

23 de março de 2017 # # #

banner tuberculose hm mar2017 site fachada

Nesta sexta-feira (24), é comemorado o Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose. O Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, do Governo do Ceará, é referência no atendimento dos casos mais complexos de tuberculose no estado. Em 2016, foram atendidos no Hospital de Messejana 2.600 pacientes.

A dona de casa, Maria de Fátima Melo, foi diagnosticada com a doença há seis meses. De lá pra cá, ela vem fazendo o tratamento no Ambulatório de Tuberculose Multirresistente do Hospital de Messejana, onde recebe acompanhamento médico e os medicamentos gratuitamente. “Já me sinto bem melhor, consigo fazer minhas atividades normalmente e os sintomas já estão desaparecendo”, conta.

Para que o paciente tenha sucesso na cura da doença, a recomendação médica é que o tratamento não seja interrompido. “Os casos mais simples são tratados na rede básica. Aqui nós cuidamos, principalmente, dos casos que não foram curados no primeiro tratamento por conta da irregularidade no uso dos medicamentos ou falência no esquema de tratamento, os chamados casos de multirresistência. É um tratamento mais prolongado que dura de 18 a 24 meses”, explica Tânia Brígido, coordenadora do ambulatório de Tuberculose e do Setor de Pneumologia do Hospital de Messejana.

Os pacientes inscritos no ambulatório são atendidos por uma equipe multiprofissional formada por duas pneumologistas, duas enfermeiras, uma assistente social, uma farmacêutica e uma técnica de enfermagem. Eles recebem incentivos como vale-transporte e cesta básica, já que a condição sócio-econômica da maioria é precária e a doença os afastam do ambiente de trabalho. As cestas são doadas pela Associação Hebert de Sousa, instituição filantrópica.

Atualmente, 165 pessoas estão sendo atendidas. A maioria dos casos, é de pacientes que não conseguiram se curar no primeiro tratamento. “O paciente que adquire uma tuberculose precisa fazer o primeiro tratamento de forma correta para que não se torne resistente, tornando o caso mais severo, chegando a ter que ficar internado, longe do convívio social e familiar”, alerta Tânia Brígido.

Atendimento

O Ambulatório de Tuberculose Multirresistente do Hospital de Messejana funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas. Para ser atendido no ambulatório de tuberculose do HM, o paciente deve ser encaminhado por um posto de saúde. Mais informações pelo telefone (85) 3101-4068.

Dia Mundial de Combate à Tuberculose

O Dia Mundial de Combate à Tuberculose foi lançado, em 1982, pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela União Internacional Contra Tuberculose e Doenças Pulmonares. A data foi uma homenagem aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da tuberculose, em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch. Este foi um grande passo na luta pelo controle e eliminação da doença que, na época, vitimou grande parcela da população mundial e hoje persiste com 8 milhões de doentes e 3 milhões de mortes anuais.

O que é a Tuberculose?

Doença infecto-contagiosa causada pelo “bacilo de Koch”, cujo nome científico é Mycobacterium tuberculosis.

Transmissão

Ocorre por meio das secreções respiratórias. Doentes não tratados costumam eliminar grande quantidade de bactérias no ambiente, ao tossir, falar ou espirrar. Esses microorganismos podem ser inspirados por pessoas saudáveis e provocar o adoecimento.

Principais Sintomas

– Tosse (por mais de três semanas seguidas)
– Febre (mais comum ao entardecer)
– Falta de apetite
– Perda de peso e cansaço
– Suores noturnos
– Escarro com sangue

Tratamento

Ao apresentar esses sintomas, a pessoa deve procurar o posto de saúde mais próximo de onde mora, para ser examinada pelo médico. A tuberculose tem cura. Para obter sucesso no tratamento é necessário tomar os medicamentos corretamente sem interrupção.

Serviço:

Ambulatório de Tuberculose Multirresistente do Hospital de Messejana
Atendimento: segunda a sexta-feira, 8 às 16 horas
Contato: (85) 3101-4068

banner tuberculose hm 2017

 

23.03.2017

Assessoria de Comunicação do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes
Milena Fernandes
Contato: (85) 3101-4092 / (85) 98841-3091

Expediente imprensa 09jan 2017-01