Governo do Ceará e Ministério do Esporte discutem alternativas para funcionamento do CFO

8 de junho de 2017 # # # # #

Lúcio Filho Gestor de Rádio Fotos: Carlos Gibaja e Marcos Studart / Governo do Ceará

Um espaço preparado para abrigar as principais competições de diversos esportes olímpicos e paralímpicos. Este é o Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO), equipamento do Governo do Ceará que, na manhã desta quinta-feira (8), recebeu a visita do governador Camilo Santana e do ministro do Esporte, Leonardo Piccianni.

Eles percorreram as instalações do equipamento, conheceram o ginásio, quadras de esporte e de treinamento, pista de atletismo, piscina, hotelaria, setor técnico e médico, entre outras áreas, e foram recepcionados por atletas e dirigentes cearenses olímpicos e paralímpicos, além do secretário do Esporte do Estado, Euler Barbosa, e de colaboradores da Sesporte.

A visita foi acertada em audiência do governador com o ministro e teve como objetivo discutir as formas de operação do CFO. “Este é um centro de referência na formação de atletas de alto nível e um legado que fica para a juventude e os atleta do Brasil e do Ceará. Nós estamos buscando a parceira com o Governo Federal e a iniciativa privada para que o equipamento funcione plenamente”, afirmou o governador Camilo Santana.

O ministro Leonardo Piccianni reconheceu a importância do CFO e se comprometeu em buscar um modelo de gestão para o equipamento. “Estamos discutindo com o Estado do Ceará um modelo de parceria e em breve deveremos apresentar. Este Centro é fundamental para o desenvolvimento do esporte brasileiro, e tem a melhor estrutura da Região Nordeste e o Ministério do Esporte vai cumprir esta tarefa. Confiamos na equipe do governador Camilo Santana e vamos iniciar este planejamento”, disse o ministro.

CFO

O CFO possui área total de 85.922,12m², abrigando 26 modalidades olímpicas e paraolímpicas. Em sua estrutura, comporta o maior ginásio esportivo do Brasil – o único retrátil, sendo de multiuso com capacidade de público para até 17.100 pessoas sentadas (modo jogo) e 20 mil expectadores (modo evento), bem como camarotes, bares, salão e sala tecnológica para transmissões.

Além disso, possui piscinas (olímpicas e de salto ornamentais), campo de futebol, pistas de atletismo, skate e BMX, ginásio para ginástica olímpica, salas para lutas, quadras de vôlei de praia e de tênis de saibro. O Centro conta também com hotel, praça de alimentação e alojamento para até 248 atletas e heliponto para duas aeronaves.

“Em 2016, recebemos delegações de Cuba e da Argentina que usaram a nossa estrutura para as Olimpíadas e queremos que este equipamento seja referência no mundo”, reforçou o governador Camilo Santana.

O governador e o ministro foram recebidos por uma comitiva de atletas paralímpicos. Émerson Damasceno, advogado e atleta de basquete e natação, destacou que o CFO é uma grande conquista também para o paradesporto. “É uma grande conquista, pois um Centro como este nos garante condições adequadas para treinamento e para a preparação também dos paratletas”, disse.

Areninhas

O governador Camilo Santana e o ministro Leonardo Piccianni visitaram a Areninha do bairro José Walter. Segundo o governador, o objetivo foi mostrar o sucesso do programa em busca de parceria com o Governo Federal para ampliar o programa para o interior do Ceará. “O projeto das Areninhas é um exemplo de projeto bem sucedido e nós temos que buscar mais recursos e parcerias para ampliar as Areninhas em todo o Ceará”.