Webpalestra reforça controle das arboviroses

20 de junho de 2017 # # # # # #

Assessoria de Comunicação da Sesa Cristiane Bonfim/ Marcus Sá / Helga Rackel (85) 3101.5221 / 3101.5220 www.facebook.com/SaudeCeara

O controle das arboviroses continua na ordem do dia e na agenda de prioridades da Secretaria da Saúde do Ceará e dos municípios. O assunto volta a ser tema de webpalestra que ocorrerá nesta quarta-feira (21), às 9 horas. A partir do Núcleo de Telessaúde do Ceará, a bióloga Ricristhi Gonçalves, responsável técnica pelo controle vetorial das arboviroses do Núcleo de Controle de Vetores (Nuvet/Coprom/Sesa), falará sobre o reforço do combate ao Aedes aegypti e o controle da dengue, chikungunya e zika. Para participar da webpalestra, basta clicar no link.

Arboviroses são as doenças causadas pelos arbovírus, que incluem os vírus da dengue, chikungunya, zika e febre amarela. O Plano Estadual de Vigilância e Controle das Arboviroses, lançado no dia 30 de novembro de 2016, define responsabilidades dos níveis estadual, regional e municipal quanto às ações de vigilância epidemiológica, vigilância laboratorial e controle vetorial em períodos não epidêmicos e epidêmicos dessas doenças. O plano está disponível para consulta no site da Secretaria da Saúde do Ceará, para nortear as Coordenadorias Regionais de Saúde (Cres) e auxiliar os municípios na resposta à ocorrência das arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti.

Todos contra o mosquito

Com o lançamento das Ações Estratégicas de Combate ao mosquito Aedes aegypti, feito pelo governador Camilo Santana em 12 de junho, ficou instituído incentivo de R$ 10 milhões para os municípios que atingirem os melhores resultados no enfrentamento às arboviroses. Para receber esses recursos, cada cidade cearense precisa atender a critérios de execução das ações previstas no período de julho a dezembro de 2017, como monitorar permanentemente indicadores que apresentem impacto na redução do número de casos das doenças provocadas pelo mosquito.

A campanha Todos Contra o Mosquito desenvolve ações permanentes com o objetivo de reduzir focos do Aedes. O Estado também conta com o Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Zika e Chikungunya, criado em 2015, pelo governador. A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará tem divulgado boletim semanal com a atualização de casos notificados e óbitos por arboviroses. Conforme o último boletim, o Ceará confirmou este ano 10.714 casos de dengue, com 8 óbitos, 30.627 casos de chikungunya, com 26 óbitos, e 331 casos de zika.

Para participar da webpalestra, basta clicar no link.

Mais informações com o Núcleo de Telessaúde do Ceará: (85) 3219-5873 / telessaude.nuapce@gmail.com