QualficaAPSUS inicia quarta etapa de oficinas estaduais

19 de julho de 2017 # # #

Assessoria de Comunicação da Sesa Cristiane Bonfim/ Marcus Sá / Helga Rackel (85) 3101.5221 / 3101.5220 Twitter: @SaudeCeara www.facebook.com/SaudeCeara

“Quem vai fazer a mudança no sistema de saúde são vocês, facilitadores”. Foi com esse reconhecimento que o secretário adjunto da Saúde do Ceará, Marcos Gadelha, abriu a quarta etapa de Oficinas Estaduais do Projeto de Qualificação da Atenção Primária à Saúde no Ceará (QualificaAPSUS), nesta quarta-feira (19). A nova fase do QualificaAPSUS tem o objetivo de formar facilitadores regionais para o desenvolvimento do projeto nas Regiões de Saúde e teve início com conferência do consultor do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), Eugênio Vilaça Mendes, sobre “O acesso na Atenção Primária à Saúde”. “Não é verdade que a atenção primária precisa ter fila ou demanda reprimida”, sentenciou Vilaça logo no início da palestra.

Com base em conceitos como acesso avançado, alisamento dos fluxos assistenciais e na incorporação de alternativas tecnológicas ao atendimento presencial, Eugênio Vilaça atesta que 80% dos problemas de acesso podem ser resolvidos pelo lado da demanda. “A demanda na atenção primária é totalmente previsível”, afirmou. “O segredo para a melhoria do acesso está em alcançar o balanceamento da oferta e da demanda numa periodicidade diária, semanal e mensal”, acrescentou. O consultor sustenta que a agenda do dia nas unidades de saúde deve ser aberta com a previsão de atender todos os perfis de demanda. “Com uma equipe de Saúde da Família para quatro mil pessoas, não vai ter fila”, projetou Vilaça.

Na IV Capacitação de Facilitadores Regionais será promovido o resgate de todas as temáticas abordadas ao longo da formação. A quarta etapa de oficinas prosseguirá até a sexta-feira (21), das 8 horas às 17h30min, no Hotel Plaza Praia Suítes, Rua Barão de Aracati, 94, Praia de Iracema, em Fortaleza. As oficinas estaduais têm como público-alvo os coordenadores municipais de Atenção Primária à Saúde (APS), do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), de Saúde Bucal e de Vigilância em Saúde.

Oficinas estaduais

As oficinas estaduais formarão facilitadores dos municípios que aderiram ao QualficaAPSUS Ceará, no novo processo de adesão aberto este ano pela Secretaria da Saúde do Estado. Cerca de 176 municípios aderiram ao Projeto este ano, totalizando 196 profissionais participando dos ciclos das oficinas estaduais. No ano passado o projeto teve a adesão de 90 municípios, distribuídos em 12 regiões de saúde do Estado, contando com a participação de 3.318 trabalhadores da Atenção Primária nas oficinas regionais, totalizando mais de 6 mil trabalhadores com a realização das oficinas municipais.

Após o treinamento dos facilitadores, são realizadas oficinas e capacitações complementares regionais para até 50% dos trabalhadores da Atenção Primária dos municípios, seguindo o mesmo escopo das oficinas estaduais. Esses trabalhadores multiplicarão as oficinas e capacitações nos municípios para os demais profissionais da Atenção Primária. As oficinas são intercaladas com a tutoria “in loco” para implantação dos macroprocessos e microprocessos da Atenção Primária. Para tanto, os gestores municipais de saúde indicam técnicos, com perfil preestabelecido, para exercer a função de tutores no apoio às equipes de Saúde da Família para o desenvolvimento dos produtos. Da mesma forma, cada gestor municipal elege uma Unidade Básica de Saúde como Unidade Laboratório.

QualificaAPSUS Ceará

O QualificaAPSUS Ceará foi lançado pela Secretaria da Saúde do Ceará em 2016 como uma estratégia de reorganização do modelo de atenção, a partir da reestruturação da Atenção Primária nos municípios e implantação e implementação das Redes de Atenção à Saúde. A consolidação das Redes de Atenção à Saúde depende de uma Atenção Primária à Saúde (APS) que cumpra seu papel de responsabilização, coordenação e resolução dos problemas de saúde da população, garantindo, sobretudo, a longitudinalidade e a integralidade do cuidado em saúde. Assim, o Projeto QualificaAPSUS Ceará é estratégico para o Estado, no intuito de se obter melhores resultados sanitários e econômicos no âmbito do SUS.