Cineteatro São Luiz celebra “Agosto da Cultura Popular”

18 de agosto de 2017 # #

Ivna Girão Jornalista e Historiadora Assessora de Comunicação Mãe do pequeno Bento e da linda Ana Maria (85) 8817.5149 twitter.com/ivnagirao http://www.facebook.com/ivnagirao

Um viva às tradições populares. Durante todo o mês de agosto, o projeto Curta São Luiz apresenta atrações voltadas à cultura popular. Toda quarta-feira um novo grupo ou artista encanta o público com cantos, danças, arte e cultura. As atrações se apresentam no Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), uma política de valorização e fomento com sempre às quartas às 12h30 e com entrada gratuita. Uma programação variada e de qualidade, “Agosto da Cultura Popular” para lembrar também o Dia do Folclore, dia 22 de agosto.

O mês teve início com apresentação, no dia 2 de agosto, com a Mestra Dona Dina. Com sua cantoria, ao som da sanfona, fez canção falando das vivências no Interior, da boiada, seus causos. Foi aplaudida e festeja no Cineteatro São Luiz. Uma beleza só, de viver e de se ouvir! A Mestra teve a companhia de Erivando de Freitas na sanfona e Elinaldo de Freitas na voz. Aos 51 anos de idade é a “Rainha dos Vaqueiros”. É vaqueira e aboiadora desde os 14 anos e já virou inspiração para filmes, cordéis, livros e matérias jornalísticas. Fundou a Associação dos Vaqueiros e Aboiadores do Sertão Central, com sede em sua cidade, Canindé, e a preside desde a sua fundação, já em seu sexto mandato. Dona Dina tornou-se a maior incentivadora dos costumes e tradições do vaqueiro no Ceará, seja através da Associação ou de sua luta individual.

No dia 9, foi a vez do Boi Juventude, criado dentro do grande Pirambú para desenvolver atividades educativas culturais para o desenvolvimento da história e o conhecimento da cultura entre as criança, jovens, adolescentes e adultos. O grupo Boi Juventude é liderado por José Ciro Rocha (Mestre Zé Ciro) e conta com aproximadamente 80 (oitenta) brincantes, com idades entre 02 a 80 anos, além de voluntários e apoiadores, mantendo uma rotina de dois ensaios semanais no Centro Social Urbano Virgílio Távora.O evento ocorreu no Hall de entrada do Cineteatro São Luiz e contou, também, com o lançamento do Edital dos Tesouros Vivos da Cultura 2017 da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará – que busca selecionar novos Mestres, Grupos e Coletividades da Cultura do Ceará. O Edital contempla a seleção e a titulação de até 12 Mestres ou Mestras da Cultura, 2 grupos e 1 coletividade como Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará. O edital estará disponível na íntegra no site da Secult a partir da data de lançamento: www.secult.ce.gov.br.

No dia 16 de agosto, o Cineteatro recebeu o Grupo de Tradições Cearenses com o espetáculo “No Ceará é Assim”. No dia 12 de outubro de 1966 nascia o Grupo Folclórico Hispano-Brasileiro formado por alunos e professores do então Centro de Cultura Hispânica, hoje Casa de Cultura Hispânica, da Universidade Federal do Ceará, liderados pela Profa. Elzenir Colares. O Grupo passou a representar o Estado, quer recepcionando aqueles que visitavam o Ceará, quer divulgando em outros Estados, a potencialidade turística cearense.

O mês segue com apresentação, no dia 23 de agosto, “Divina Festa do Povo” do Grupo de Tradições Folclóricas Raízes Nordestinas às 12h30m. E no dia 30 de agosto, para encerra agosto, com Mestre Zé Pio e Grupo Boi Ceará.