Saúde Mental inicia programação de prevenção ao suicídio

30 de agosto de 2017 # # # # #

Cristiane Bonfim/ Marcus Sá / Helga Rackel: - Assessoria de Comunicação da Sesa - (85) 3101.5221 / 3101.5220

Atletas, animadoras e mascotes dos times de futebol Ceará e Fortaleza estarão nesta quarta-feira (30), às 13 horas, no Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM), da rede pública do Governo do Ceará, para o lançamento no Estado da programação do Setembro Amarelo, movimento internacional de prevenção ao suicídio. A atividade contará também com a participação do Projeto de Apoio à Vida (Pravida), serviço de referência especializado em assistência terapêutica e prevenção ao suicídio que funciona no Hospital Universitário Walter Cantídio, da Universidade Federal do Ceará (UFC). O evento é exclusivo para pacientes e funcionários.

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito dessa realidade no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. O movimento acontece durante o mês de setembro em todo o mundo. Há uma atenção especial no dia 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

“O suicídio é uma atitude muito complexa”, opina o psiquiatra Carlos Celso Serra Azul, do HSM, ao elencar potenciais motivos a ele associados, como transtornos mentais, eventos estressores, tristeza, retraimento social, humor deprimido e manifestações depressivas agudas. “Normalmente as pessoas dão sinais antes de cometer o ato”, diz o médico, acrescentando que 70% das pessoas que se suicidam fizeram outras tentativas nos seis meses anteriores.

Segundo a cartilha Suicídio, Informando para Viver, da Associação Brasileira de Psiquiatria, apenas 3% dos casos não podem ser relacionados a alguma doença psiquiátrica. Para todos os outros, há tratamento – 36% dos suicidas apresentam distúrbios de humor e 22% transtornos por uso de substâncias psicoativas. Por isso, é importante a família ficar atenta a mudanças no comportamento dos filhos.

O Brasil tem uma média de 24 suicídios oficialmente registrados por dia. Cerca de 90% dos casos são relacionados a doenças mentais sem tratamento adequado, o que indica uma possibilidade de prevenção. Para prevenir o suicídio, Carlos Celso destaca que o apoio da família às pessoas em risco é fundamental. Na rede pública de saúde, a assistência a essas pessoas é oferecida desde a atenção básica, através dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Atualmente, há 131 CAPS em funcionamento no Ceará. O paciente recebe atendimento próximo da família, assistência médica especializada e todo o cuidado terapêutico conforme o seu quadro de saúde. Quando recomendado pelo médico, o SUS disponibiliza gratuitamente medicamentos que podem auxiliar no tratamento dos pacientes. Assistência especializada também é ofertada pelo Projeto Pravida, às quintas-feiras pela manhã, e na Emergência do Hospital de Saúde Mental.

Estratégia de prevenção

O Brasil está entre os 28 países, de um universo de mais de 160 analisados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que possui estratégia de prevenção ao suicídio. A taxa no Brasil está abaixo da de outros países da América do Sul. Em 2014, foram registrados 10.653 óbitos por suicídio no Sistema de Informação de Mortalidade, taxa média de 5,2 por 100 mil habitantes, praticamente metade da média mundial (11,4 por 100 mil). Na Argentina, a taxa é de 10,3 por 100 mil habitantes; Bolívia (12,2), Equador (9,2), Uruguai (12,1) e Chile (12,2).

A OMS define como meta global, até 2020, a redução da taxa de suicídio em 10%. No Brasil, o índice de suicídios em homens (8,8) foi quatro vezes maior que o de mulheres (2,2) em 2014. Em relação à quantidade de pessoas que cometem suicídio no País, a faixa etária com maior incidência é a de 30 a 39 anos para ambos os sexos, sendo registrados 1.768 suicídios entre os homens e 480 entre mulheres. A rede pública oferece acompanhamento psicológico e psicoterápico, incluindo terapia ocupacional, bem como assistência hospitalar.

Serviço
Abertura da programação do Setembro Amarelo
Dia: 30 de agosto de 2017
Hora: 13 horas
Local: Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto – Rua Vicente Nobre Macêdo, s/n, Messejana

30.08.2017