Cuidados odontológicos evitam infecções em pacientes do Hospital São José

14 de novembro de 2017 # # #

Franciane Amaral - Assessoria de Comunicação do HSJ

A boca pode ser porta de entrada para alguns tipos de infecções. A falta de cuidado com a saúde bucal facilita a proliferação das bactérias, o que pode comprometer o quadro clínico do paciente, principalmente os que estão internados. O atendimento odontológico no ambiente hospitalar pode auxiliar muito na redução de infecções graves. Por isso, o Serviço de Odontologia do Hospital São José, unidade de saúde do Governo do Estado referência no tratamento de infecções graves, acompanha de perto os pacientes que estão nas enfermarias e na UTI da unidade.

O atendimento nos leitos é diário. Entre os pacientes internados e o que têm consultas agendadas no ambulatório, são mais de 700 atendimentos odontológicos por mês. “A odontologia hospitalar possibilita atendimento eficaz no tratamento de pacientes com doenças infecciosas para melhoria da condição sistêmica, redução de infecções oportunistas e diminuição dos índices de morbidade e mortalidade”, afirma o cirurgião-dentista do Hospital São José, Lúcio Almeida.

Seu José Antônio (nome fictício), de 46 anos, está internado no HSJ para tratamento de HIV. O atendimento odontológico ajuda o aposentado a reduzir o risco de infecções oportunistas ou neoplasias que podem se manifestar na cavidade bucal, comuns em pacientes que estão imunossuprimidos pelo vírus HIV. “Além disso, a partir dos cuidados com os dentes, os pacientes que tinham dificuldade na alimentação, por exemplo, começam a se alimentar melhor e, consequentemente, a recuperação tende a ficar mais rápida”, ressalta o cirurgião-dentista.

Tratamento ambulatorial com agendamento

Os procedimentos odontológicos oferecidos no Hospital São José são biópsia, exodontia, dentística restauradora e periodontia. Além do atendimento no leito, a equipe de odontologia do HSJ também atende os usuários com consultas agendadas no ambulatório da unidade. De acordo com o cirurgião-dentista Lúcio Almeida, os pacientes do HSJ passam por tratamentos complexos por conta de infecções, com medicamentos geradores de vários efeitos adversos que merecem um cuidado maior na observação dos exames complementares e do risco de interações medicamentosas no atendimento.

No serviço agendado do ambulatório, além dos pacientes soropositivos, o atendimento também é disponibilizado a pacientes com diagnóstico de infecções sexualmente transmissíveis, quando apresentam lesões bucais para esclarecimento da etiologia e possível associação a doenças, tratamento e acompanhamento.
Luciano Antunes (nome fictício), de 38 anos, recebeu alta do tratamento de sífilis. O paciente aproveitou para agendar a próxima visita ao consultório do dentista no Hospital São José. “Comecei a cuidar dos meus dentes aqui, quando descobri que tava com essa doença. Já tomei os remédios direitinho da sífilis e quero continuar cuidando dos meus dentes aqui também”, diz Luciano.

Ensino e atuação serão ampliados

Como instituição de ensino e pesquisa, o HSJ acolhe graduandos do curso de odontologia de várias instituições de ensino superior. Essa atividade será ampliada no próximo ano. A partir de 2018 haverá a inclusão de profissionais que cursam residência multiprofissional em saúde. “Trata-se de um excelente espaço de aprendizagem para graduandos em Odontologia, pela sua especificidade em atender pessoas com doenças estigmatizantes, que muitas vezes não encontram atendimento em outros serviços”, explica Lúcio Almeida.

Serviço:

Ambulatório de Odontologia Hospital São José
Atendimento: Segunda a sexta-feira, com hora marcada para pacientes que fazem tratamento no hospital
Contato: (85) 3101-2343