Ceará registra 2.918 vagas de emprego formal no mês de outubro

20 de novembro de 2017 # #

Ana Clara Braga - Assessora de Comunicação do IDT
anaclara@idt.org.br
3101.5500 / 98899.8315

No período, registrou-se o quinto saldo positivo consecutivo do ano

O Ceará registrou uma expansão no estoque de emprego formal, em outubro de 2017, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (20/11), pelo Ministério do Trabalho. O crescimento foi de 2.918 empregos, devido aos 31.613 trabalhadores admitidos e 28.695 demitidos no período, equivalente à variação positiva de 0,25% em relação ao estoque do mês anterior.

O saldo foi o nono melhor do país e demonstra uma trajetória de expansão do emprego, iniciada em junho desse ano, quando foram gerados 133 postos.

A ampliação foi motivada pelos resultados na indústria de transformação (1.530 postos) – com destaque para os saldos na indústria calçadista (602 postos), de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico (416 postos) e a têxtil do vestuário e artefatos de tecidos (396 postos); comércio (721 postos) – especialmente no subsetor varejista (634 postos); e serviços (467 postos) – com geração de empregos nos serviços médicos, odontológicos e veterinários (433 postos) e de transportes e comunicações (211 postos).

“Os dados vêm demonstrando com mais clareza essa trajetória de recuperação lenta e gradual do emprego formal, mesmo que no momento seja muito influenciada por fatores sazonais da economia”, observa o analista do Mercado de Trabalho do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Mardônio Costa.