PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Projetos sociais recebem investimento de R$ 4 milhões

9 de julho de 2020 - 13:27 # # # # # #

Camille Soares - Ascom SPS - Texto e Fotos


Os projetos Circo Escola e ABC receberam hoje um aporte de R$ R$ 4 milhões para a execução de suas atividades, com a aprovação de recursos estaduais oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop) para as atividades deste ano. Os equipamentos são geridos pela Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) e atendem, diariamente, cerca de 1.450 pessoas nas periferias de Fortaleza.

“Nós recebemos nestes espaços crianças e adolescentes entre seis e 17 anos que vivem em situação de vulnerabilidade social. Os circos e ABCs funcionam como uma segunda casa tanto para os jovens como para suas famílias”, observa a titular da SPS, Socorro França.
Ela explica ainda que os espaços se constituem ainda como ambientes de fortalecimento de vínculos entre os adolescentes e seus pais ou responsáveis. “Buscamos construir um trabalho que vai além de ensinar, e acaba entrando nas casas e transformando o modo de pensar e agir de diversas famílias”, observa ela e completa: “Nossos equipamentos são trampolins para mostrar às meninas e aos meninos toda a sua potencialidade”.

ABCs

Os cinco ABCs assistem, cada um individualmente, em média, 250 crianças e jovens,  diariamente. Os espaços estão localizados nos bairros Bom Jardim, Conjunto Palmeiras, Mondubim, Cajueiro Torto e Serrinha. Além de atividades esportivas de futsal, futebol de campo, capoeira, karatê e kung fu, os adolescentes participam de cursos de informática básica, dança, balé contemporâneo, dança de rua e de grupos de música, violão e percussão.

Circo-Escola

Os dois Circo Escola atendem, cada um, a 200 crianças e adolescentes. São ofertadas nestes espaços atividades de prática circense (malabares, contorcionismo, monociclos, trapézio, swings, perna de pau, corda bamba, rolo americano, arame, artes corporal, palhaço), trabalhando qualidades físicas e afetivas. Os alunos e suas famílias também recebem  atendimento individualizado e encaminhamentos para serviços diversos e realização de visitas domiciliares.