PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Seplag avança na discussão sobre decreto que regulamentará teletrabalho

16 de setembro de 2020 - 10:39 # # #

Dháfine Mazza - Ascom Seplag

O Governo do Ceará terá, em breve, uma regulamentação própria para a adoção do teletrabalho nos órgãos da administração pública estadual. Esse regime de trabalho, no qual as atividades laborais são realizadas total ou parcialmente distantes do espaço físico do contratante e com o auxílio da tecnologia, vem crescendo em todo o mundo e apresenta benefícios como redução de custos e aumento da produtividade para o empregador e motivação e elevação da qualidade de vida para os trabalhadores.

“Nunca foi tão necessário regimentar o teletrabalho. Nossa proposta é que saia um decreto que organize o teletrabalho no Estado, dando possibilidade para as secretarias implementarem esse regime para aqueles servidores que tenham atividades que possam ser elaboradas remotamente, que tenham um bom desempenho e que também queiram atuar dessa forma. Isso mediante um regulamento e critérios de avaliação”, afirmou o secretário do Planejamento e Gestão do Ceará (respondendo), Ronaldo Borges, durante reunião com técnicos da Seplag realizada na última semana.

Na ocasião, a coordenadora de Planejamento e Desenvolvimento de Pessoas da Seplag, Silvana Dourado, e os analistas técnicos Bruno Alexandre e Victor Siqueira, da mesma coordenadoria, apresentaram a proposta de decreto estadual que regulamentará o teletrabalho ao secretário Ronaldo Borges e à coordenadora de Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação e da Comunicação da Seplag, Evelise Braga.

Decreto

O texto da proposta do decreto aborda as principais questões necessárias para regulamentar o teletrabalho no Governo do Ceará, elencando os trabalhadores que estão aptos para esse regime de trabalho, as condições necessárias para integrar o programa de teletrabalho, a natureza das atividades que poderão ser realizadas à distância e as formas de execução (integral ou parcial), dentre outros pontos.