PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

CGE alcança 91.16% no resultado do Diagnóstico de Integridade

1 de fevereiro de 2021 - 14:35 # # #

Ascom CGE

A Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE) alcançou 91.16% no resultado do Diagnostico de Integridade do órgão, indicando grau otimizado de integridade.

O resultado foi apresentado, na última sexta-feira (29), aos membros do Comitê de Integridade da setorial em reunião com representantes da Coordenadoria de Controladoria (CCONT) do órgão. O secretário executivo, Marconi Lemos, representou a gestão superior do órgão na ocasião.

Diagnóstico de Integridade

No diagnóstico, foram analisados 11 componentes divididos em 54 assertivas. O nível de aderência ao Programa de Integridade consiste na situação do órgão/entidade em relação a cada um dos 11 componentes:

– Gestão Estratégica (9 Assertivas);

– Mapeamento e Padronização dos Processos (2 Assertivas);

– Gestão de Riscos (5 Assertivas);

– Monitoramento das Atividades e dos Resultados (5 Assertivas);

– Gestão de Recursos Humanos (3 Assertivas);

– Gestão Patrimonial (3 Assertivas);

– Gestão de Tecnologia da Informação (6 Assertivas);

– Controle Interno e Ouvidoria (6 Assertivas);

– Transparência Pública e Comunicação (5 Assertivas);

– Aplicação do Código de Ética e Conduta da Administração Pública Estadual (3 Assertivas); e

– Ações Anticorrupção, de Prevenção e de Combate a Fraudes e Responsabilização Administrativa (7 Assertivas).

A partir das respostas e evidências relacionadas às assertivas constantes do Diagnóstico de Integridade, são identificadas as forças e as fragilidades do órgão/entidade.

Com a identificação do percentual de aderência de cada componente avaliado no Diagnóstico de Integridade, será possível priorizar as fragilidades e oportunidades de melhoria que serão tratadas no Plano de Integridade.

Plano de Integridade
Com a conclusão do Diagnóstico de Integridade, os auditores de controle interno atuantes na CCONT irão orientar os membros do Comitê de Integridade da CGE quanto ao processo de elaboração do Plano de Integridade da setorial.

O documento será construído com o objetivo de propor ações para sanar as fragilidades do órgão, detectadas no Diagnóstico, de modo a viabilizar o aperfeiçoamento contínuo da gestão e dos processos organizacionais.

Para o presidente do Comitê de Integridade da CGE, Paulo Roberto Nunes, o objetivo do órgão é trabalhar para estar com todos os aspectos no mais elevado grau de integridade. “Com o Diagnóstico podemos observar em quais áreas precisamos aperfeiçoar nossas atividades e chegar ao resultado de 100% no nível de Integridade”, ressaltou.

“Como resultado final desse processo, queremos que a CGE, e todos os órgãos que participem do Programa, possam alcançar seus objetivos estratégicos e entregar os resultados esperados pela população cearense, de forma eficiente, transparente e correta”.

Programa de Integridade do Poder Executivo

O Programa de Integridade será implementado a partir da aplicação de Diagnóstico de Integridade pela CGE, com a finalidade de conhecer o funcionamento dos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual, avaliar a estrutura de controle interno e identificar oportunidades de melhoria e fragilidades que possam impactar no alcance dos objetivos institucionais. A partir do recebimento do Diagnóstico de Integridade, os órgãos e entidades avaliados irão elaborar o Plano de Integridade para suprir as eventuais lacunas identificadas.
A CGE, enquanto órgão central do Sistema de Controle Interno, coordenará a implantação do Programa de Integridade nos órgãos/entidades, orientando, validando e monitorando a aplicação dos instrumentos.

Até o final de 2021 a CGE irá selecionar mais 30 órgãos e entidades para a aplicação do Diagnóstico de Integridade.