PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

População quilombola: reunião aprimora campanha de vacinação contra a Covid-19 no Ceará

7 de abril de 2021 - 15:46 # # # # # # # # # #

Ascom Sesa - Texto e Foto

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) informa que, na última terça-feira (6), foi realizada reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) sobre a Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no Estado, onde foram passadas informações relativas à imunização e respondidas dúvidas dos participantes. O encontro virtual reuniu gestores municipais e estaduais. Representaram a Sesa a secretária executiva de Vigilância e Regulação, Magda Almeida, o secretário executivo de Políticas em Saúde, Marcos Gadelha, e a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Ricristhi Gonçalves, além de técnicos da Secretaria. Também esteve na reunião a presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems), Sayonara Cidade.

A área técnica da Sesa passou as seguintes informações aos participantes:

1. O município deve reunir-se com as lideranças quilombolas e documentar as estimativas populacionais de cada quilombo.
2. A população deve ser cadastrada no site do Saúde Digital Vacinação.
3. No caso de diferença entre a meta e a população, deve ser enviado um oficio para a Área Descentralizada de Saúde (ADS) responsável, solicitando a correção de meta e documentando essa alteração.
4. No caso de populações com recusa, essa também deve ser documentada.
5. Todos devem ser cadastrados na Estratégia de Saúde da Família.
6. São considerados quilombolas as pessoas que moram atualmente em território quilombola e se autoafirmam descendentes de quilombolas (identidade étnica vinculada ao território), inclusive universitários e estudantes acima de 18 anos que se encontram afastados temporariamente dos territórios para estudos.
7. Após o recebimento do documento, a Sesa irá analisar junto à Coordenadoria Especial de Política de Promoção da Igualdade Racial (Ceppir), vinculada à Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), e à Assessoria Especial de Acolhimento aos Movimentos Sociais do Ceará, a necessidade de remanejamento de doses, primeiramente para outros territórios quilombolas.
8. Após avaliação em conjunto de todos os processos solicitados, será emitido parecer conjunto para liberação das doses para outros grupos populacionais.
9. Enquanto não houver essa decisão, as doses devem ficar retidas no município e não serão consideradas temporariamente para o cálculo da meta.

Vacinômetro

Lançado em janeiro de 2021 com atualização diária em horário sugerido pelos municípios cearenses, o Vacinômetro da Sesa é de domínio público e deve ser utilizado como estratégia de acompanhamento e tomada de decisão pelos gestores. Além disso, a Secretaria da Saúde do Ceará, por meio da sua Plataforma de Regionalização, fornece apoio aos municípios pelas Superintendências Regionais e Áreas Descentralizadas de Saúde que possuem células específicas de vigilância em saúde.

O Ministério da Saúde dispõe das estimativas globais (por Unidade Federada e Municípios), e a identificação dos grupos prioritários está ocorrendo em articulação com as representatividades locais e dos municípios.

As deliberações das Sesa são feitas de forma pactuada nas reuniões de CIB.