PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Satisfação no atendimento por profissionais do Hospital Leonardo Da Vinci reflete nas manifestações positivas enviadas à Ouvidoria

5 de maio de 2021 - 14:42 # # # # # #

Débora Morais - Ascom Helv - Texto e Fotos

Colaboradores e setores recebem certificado como forma de parabenizar pela dedicação e compromisso no serviço prestado à população

A humanização e a valorização do profissional são marcas do Hospital Estadual Leonardo Da Vinci (Helv), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). A cada elogio encaminhado à Ouvidoria da unidade, colaboradores e setores recebem um certificado como forma de parabenizar pela dedicação e compromisso no serviço prestado à população.

A entrega das certificações ocorreu no último mês de abril. A equipe da Psicologia, do Serviço Social, da Nutrição, Higienização e Recepção foram os setores que receberam elogios dos usuários do hospital pelo trabalho realizado, além de funcionários da Enfermagem e da Assistência Médica.

A técnica de enfermagem Nara Vanyse Santos trabalha na unidade desde março de 2020 e diz se sentir muito grata pelo reconhecimento. “Nós tratamos o paciente da melhor maneira possível, como se fosse alguém da nossa família. Na internação, ele fica só, dependendo da gente, e é nessa hora que temos que dar o nosso melhor, com carinho, amor e atenção. Me sinto muito grata por ter esse reconhecimento e mais feliz ainda em saber que esse paciente saiu bem e está com a sua família”, destaca.

A equipe da Psicologia, do Serviço Social, da Nutrição, Higienização e Recepção foram os setores que receberam elogios dos usuários do hospital pelo trabalho realizado

O diferencial na assistência do hospital foi relatado pela paciente Erivanda Felis Ribeiro, de 61 anos. A aposentada veio transferida da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Jurema, em Caucaia, para o Helv no mês de fevereiro e passou 28 dias internada. Ela não esqueceu o carinho da equipe e deixou um elogio depois de sua alta. “Graças a Deus hoje em dia estou ótima. Passei quase um mês internada e ainda fiquei 17 dias na UTI, mas não vou esquecer a forma como toda a equipe me tratou. Eu gostei muito deles e mais ainda porque eles sempre comunicaram a minha situação para a minha família”, enfatiza.
Procura espontânea

Mesmo com a suspensão temporária das visitas durante a pandemia de Covid-19, a Ouvidoria do hospital contabilizou 111 elogios de acompanhantes e pacientes entre outubro de 2020 e março deste ano.

A ouvidora do Helv, Elizabeth Almeida, explica que o setor é procurado espontaneamente pelos usuários que querem registrar qualquer manifestação. “Mesmo a nossa Ouvidoria só tendo seis meses, nós podemos perceber que muitas vezes somos procurados pelos próprios pacientes com o desejo de manifestar sobre a sua internação, e esse retorno tem sido muito positivo”, conta.
Satisfação no atendimento

Segundo pesquisa de satisfação que está sendo feita pelo Serviço Social da unidade desde o mês de abril deste ano, 97,7% dos pacientes estão satisfeitos com o atendimento recebido no hospital durante o período da sua hospitalização.

Ouvidoria do Helv contabilizou 111 elogios de acompanhantes e pacientes entre outubro de 2020 e março deste ano

A pesquisa é dividida em três blocos. Entre os itens avaliados estão o acolhimento na Recepção, atendimento recebido durante o internamento na unidade assistencial e serviços prestados. O questionário é aplicado presencialmente ou por telefone. O paciente pode avaliar com nota de zero a dez.

Ouvidoria

A Ouvidoria do Helv funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com atendimento presencial. Nos demais horários, os usuários podem registrar as demandas pelo telefone (85) 3433.1079 e pelo e-mail ouvidoriahelv@isgh.org.br, além do Ceará Transparente 155 (Ouvidoria Estadual) ou OuvidorSUS, no 136.

Compete às ouvidorias, dentre outras funções, acolher as manifestações dos cidadãos relacionadas às ações e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), encaminhar aos órgãos competentes as declarações recebidas, acompanhar as apurações e fazer retornar aos cidadãos as informações sobre as providências adotadas.

As ouvidorias devem, ainda, fornecer orientações sobre saúde, o funcionamento do SUS, e ainda sobre os direitos e deveres dos cidadãos, além de implementar ações de incentivo à participação dos usuários no processo de avaliação dos serviços prestados pelo SUS.