PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Aprovada na Assembleia ação que permite manutenção da tarifa de ônibus pelo terceiro ano seguido em Fortaleza

20 de maio de 2021 - 17:19 # # # # # #

Antonio Cardoso - Comunicação Institucional - Texto
Thiara Montefusco - Foto

Mais uma importante parceria estabelecida entre o Governo do Ceará e Prefeitura de Fortaleza foi aprovada nesta quinta-feira (20) na Assembleia Legislativa. Buscando amenizar o impacto social gerado pela pandemia para a população, o governador Camilo Santana encaminhou para apreciação dos deputados estaduais Projeto de Lei com a previsão de nova ação compartilhada, desta vez proporcionando, a partir de subsídio, que não ocorra neste ano de 2021 aumento da tarifa cobrada do usuário de transporte coletivo regular na Capital.

O custo mensal do aporte será de R$ 4 milhões, divididos igualmente entre Estado e Município. Recentemente, ao anunciar o subsídio, o governador Camilo Santana ressaltou que a medida é mais uma ajuda à população neste momento de perdas financeiras por conta da pandemia. “Vamos subsidiar a tarifa da passagem de ônibus do transporte coletivo de Fortaleza para evitar que tenha aumento para o trabalhador e a trabalhadora cearenses. Vamos subsidiar essa tarifa este ano por conta da pandemia e evitar mais gastos à população de Fortaleza”, comentou o gestor estadual, em live nas suas redes sociais.

Juntos, Estado e Município de Fortaleza têm promovido inúmeras ações nas mais diversas áreas como sanitária, econômica e social. Outro exemplo de importante medida foi a celebração de parceria entre os entes destinada ao aumento da frota de ônibus do transporte urbano da Capital, especialmente em horários de pico, evitando, ao máximo, as aglomerações nesse serviço e consequentemente a proliferação da Covid-19.

Nelson Martins, secretário de Relações Institucionais do Governo do Ceará, afirma que o governador Camilo Santana tem procurado ajudar o sistema de transporte coletivo do Estado da melhor maneira possível. “Recentemente, o Estado ajudou pagando a metade do custo para ampliar a frota de Fortaleza em 200 ônibus”, lembra. “Agora o Estado vai entrar com R$ 2 milhões e a Prefeitura de Fortaleza entra com os outros R$ 2 milhões, durante 7 meses. Isso vai evitar que as pessoas tenham que pagar uma passagem cara nos ônibus”, aponta Nelson Martins.