PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Propostas do Governo do Ceará para impulsionar agricultura e pesca artesanal são aprovadas na Assembleia

15 de julho de 2021 - 18:44 # # # # # # #

Antonio Cardoso - Comunicação Institucional - Texto
Ariel Gomes e Thiara Montefusco - Fotos

Os trabalhadores rurais e pescadores serão beneficiados no Ceará com a instituição de duas importantes políticas. A Assembleia Legislativa aprovou nesta quinta-feira (15) a criação da Política de Fortalecimento da Renda e do Trabalho da Pesca Artesanal e da Política de Incremento e Modernização da Atividade Agrícola.

A pesca artesanal cearense tem contado, ao longo dos anos, com importante apoio do Governo do Ceará, o que vem possibilitando significativo aperfeiçoamento da atividade, tornando-a mais competitiva no mercado de trabalho, assim como beneficiando a renda de inúmeras famílias.

Em reconhecimento, conforme o Governo do Ceará, se fazia necessário instituir a Política de Fortalecimento da Renda e do Trabalho da Pesca Artesanal, que permitirá, ainda mais, o aprimoramento da atividade através da oferta de melhores ferramentas e condições de trabalho aos pescadores artesanais locais. “Para o alcance desse fim, e como ação específica, prevê a iniciativa para que o Poder Executivo possa distribuir, por intermédio de entidades representativas, kits pesca a pescadores artesanais com atuação no Estado do Ceará”, justificava a iniciativa.

Agricultura

Ao defender a criação da Política de Incremento e Modernização da Atividade Agrícola, o Governo do Ceará considera inquestionável a sua relevância para o desenvolvimento econômico e social, especialmente pelas oportunidades de trabalho e renda geradas. “Consiste no desenvolvimento de ações que possibilitem a ampliação de áreas cearenses cultivadas e o aumento da produtividade rural, com priorização da agricultura familiar”, ressalta o Poder Executivo, explicando que essa Política será desenvolvida mediante parcerias com municípios cearenses e entidades representativas de agricultores.

Para o alcance de seus objetivos, o projeto prevê que o Estado poderá adquirir e, em seguida, ceder ou doar a municípios cearenses ou entidades representativas máquinas e equipamentos agrícolas.