PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Saúde do Ceará adota mudança na gestão das unidades de campanha

27 de setembro de 2021 - 09:55 # # # # # #

Ascom Sesa - Texto
Tatiana Fortes - Ascom Casa Civil - Foto

Desde o início do período pandêmico, nenhum hospital da Rede Estadual teve suas unidades de campanha totalmente desativadas

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) inicia, nesta segunda-feira (27), a desativação parcial das unidades de campanha em alguns hospitais da rede estadual. O procedimento ocorre no momento de maior controle dos índices epidemiológicos e assistenciais da pandemia de Covid-19, fruto da combinação entre a gestão responsável das medidas de contenção social e econômica por parte do Governo do Estado e do avanço da vacinação contra a doença.

Os hospitais Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, Geral César Cals (HGCC) e de Messejana (HM), ambos em Fortaleza, terão desmontada parte dos leitos das estruturas anexas que serviram como apoio assistencial fundamental no enfrentamento à Covid-19 durante as duas ondas da pandemia.

É importante destacar que serão preservadas diversas unidades de campanha, atendendo também a outros perfis de pacientes. A desativação planejada garante ao Estado maior eficiência na gestão dos recursos da Saúde. Desde o início do período pandêmico, nenhum hospital da Rede Estadual teve suas unidades de campanha totalmente desativadas.

A Sesa segue monitorando diariamente os indicadores e adquiriu a expertise necessária para reativar leitos, de forma célere, em casos de uma nova necessidade. “Num cenário indesejado de uma nova elevação nas internações por Covid-19, a Sesa tem como agir com eficiência e rapidez para garantir as estruturas necessárias que assegurem o atendimento aos cearenses”, afirma Marcos Gadelha, secretário da Saúde do Ceará.

Durante a pandemia, a rede estadual de saúde abriu Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas para atender a pacientes com a doença em todas as regiões do Estado. No pico da segunda onda, o Ceará registrou um total de 5.205 leitos exclusivos para diagnosticados com Covid-19, sendo 3.858 de leitos de enfermaria e mais 1.347 de UTI.