PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Polícia Civil e Receita Federal deflagram operação contra venda ilegal de cigarros eletrônicos e apreendem cerca de R$ 900 mil em produtos

29 de setembro de 2021 - 15:07 # # # # # # #

Ascom SSPDS - Texto e Fotos

Uma operação integrada da Polícia Civil do Ceará (PC-CE) e da Receita Federal, realizada na tarde dessa terça-feira (28), em Fortaleza, resultou na apreensão de aproximadamente R$ 900 mil em produtos ilegais relacionados ao comércio de cigarros eletrônicos em Fortaleza. A ofensiva, denominada “Vapor”, teve como objetivo o combate a crimes como sonegação fiscal e lavagem de dinheiro por parte de estabelecimentos comerciais desta Capital, do ramo de tabacaria.

A ação, que contou com a participação de cerca de 50 policiais civis e de 22 servidores da Receita Federal, sendo auditores-fiscais e analistas, resultou nas apreensões de produtos ilegais que estavam em 11 estabelecimentos comerciais divididos em nove bairros de Fortaleza. O trabalho é fruto de uma investigação desenvolvida há dois meses pela Delegacia de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária (DCCOT) da PC-CE, em parceria com a Divisão de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho (DIREP) da Receita Federal.

A Operação Vapor é resultado de um trabalho investigativo de inteligência, realizado pela delegacia especializada, após o recebimento de denúncia anônima acerca de possível sonegação fiscal e de lavagem de dinheiro por parte de estabelecimentos comerciais do ramo de tabacaria. Conforme a delegada Kamilly Távora Campos, titular da DCCOT, durante quase dois meses foi realizado o monitoramento dos alvos e o levantamento de informações, em conjunto com a Receita Federal. “Identificamos o comércio ilegal de produtos proibidos pela RDC (Resolução de Diretoria Colegiada) 46 da Anvisa, no caso específico, dispositivos eletrônicos para fumar, acessórios e essências líquidas, bem como fortes indícios da prática de possíveis crimes de sonegação fiscal, contra a saúde pública e as relações de consumo”, explicou Kamilly.

Ainda durante a ação policial, seis pessoas foram conduzidas para a delegacia, onde foram ouvidas e registrados procedimentos policiais. No total, foram apreendidos milhares de produtos como vaper (cigarros eletrônicos) e essências, além da quantia de cerca de R$ 23 mil em espécie, que estava em um dos locais que foi alvo da operação. As apurações sobre o caso seguem.