PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Transformação digital é foco de intercâmbio acadêmico entre instituições cearenses e universidades francesas

6 de dezembro de 2021 - 13:59 # # # # # # #

Gabriela Vieira - Ascom Laboratório Íris - Texto e Fotos

A conexão entre academia e administração pública possibilita o desenvolvimento de projetos de interesse do Estado com impactos reais na sociedade. Fortalecendo e incentivando o desenvolvimento de estudos com foco em tecnologia e transformação digital, o Íris | Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará recebeu pesquisadores franceses e representantes de instituições parceiras. O grupo realiza pesquisas em conjunto, compartilhando conhecimentos e buscando aplicar exemplos franceses no Brasil, bem como o movimento contrário.

No encontro, foram discutidos resultados de projetos de pesquisa, e feito o planejamento de ações futuras. “A reunião que tivemos ajudou a fomentar a internacionalização do Íris, um equipamento do Estado que funciona como um acelerador de ideias e de inovações. Um dos pilares disso é a pesquisa científica e, dentro desse contexto, temos colaborações internacionais, com universidades renomadas, e com pesquisadores de várias áreas distintas, o que serve como motor de geração de conhecimento para dentro do Laboratório”, evidencia o cientista-chefe da Transformação Digital do Ceará, José Macêdo.

Macêdo reforça ainda que esse pilar acadêmico é o que possibilita que sejam feitas novas descobertas e conhecimentos, além de acoplar isso dentro das soluções inovadoras que o Íris vem desenvolvendo. “Essa é uma maneira também de unir o Laboratório a outros agentes de dentro e de fora do país, mostrando que o Íris é conectado com universidades diretamente, fazendo também pesquisa”, finalizou.

Estiveram presentes representantes do Íris, da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico (Funcap), da Universidade Federal do Ceará (UFC), do Laboratório de Pesquisa Aplicada em Ciência de Dados e Inteligência Artificial do Departamento de Computação da UFC (InsightLab), além dos pesquisadores franceses Engelbert Mephu Nguifo (University Clermont Auvergne) e Sabeur Aridhi (University of Lorraine).

A Funcap tem investido na pesquisa e na formação acadêmica cearense, como confirma anúncio feito pelo governador Camilo Santana no último dia 3 de novembro, de oferta de 1.100 bolsas de apoio à pesquisa no Ceará com investimento de R$24 milhões.
Representada na reunião pelo diretor de inovação, Jorge Soares, a instituição aposta também no estabelecimento de parcerias locais e internacionais.

“Um momento como esse é muito rico, com a presença de dois pesquisadores de instituições reconhecidas internacionalmente, com uma expertise na França que pode ser muito útil para as pesquisas aqui. Assim, cria-se uma mobilidade entre pesquisadores, entre os alunos, e os projetos naturalmente ganham uma robustez maior, uma profundidade maior”, celebra o diretor.

O professor e pesquisador Sabeur Aridhi atua com estudos de big data e inteligência artificial, e disse que as pesquisas realizadas pelo grupo envolvem temas fundamentais e consideram a aplicação em áreas diversas. “Nós temos alunos trabalhando com a gente na França e no Brasil, e começamos a pensar em como expandir o projeto e incluir mais pessoas, aumentando a duração de três para cinco anos, e deixando mais gerais os tópicos de estudo”, pontuou.

“O fato de pessoas de culturas diferentes estarem trabalhando juntas ajuda a compreendermos uns aos outros e a aumentar os conhecimentos em ciência. Iniciamos o projeto há seis anos e essa é uma das muitas reuniões que realizamos para discutir os resultados dos trabalhos”, reforçou Engelbert Mephu Nguifo.

Sobre o Íris

O Íris | Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará é responsável por disseminar uma nova cultura de inovação no Estado centrada e conduzida no cidadão, de forma inclusiva e acessível, sempre em busca de desenvolver melhores serviços e políticas públicas. Como espaço de cocriação e teste de novas ideias, atua nos eixos Cultura de Inovação, Dados e Tecnologia.